27.3 C
Manaus
domingo, fevereiro 25, 2024

UEA investe na Coordenação de Políticas para a pessoa surda

Além de ofertar a interpretação nas aulas, reuniões, seminários e outras atividades acadêmicas, há também o atendimento especializado

Por

Com o objetivo de contribuir com o acesso, permanência e êxito da comunidade surda, de forma acessível, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) tem investido em políticas de educação bilíngue para o público. Atualmente, a instituição compõe, em seu quadro, prestadores de serviço de tradutores e intérpretes de Libras – Língua Brasileira de Sinais-Português (TILSP).

A Coordenação de Políticas para a Pessoa Surda (Copps), sob responsabilidade da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Prograd), atua na implementação de políticas linguísticas que garantam o acesso e a permanência de pessoas surdas na universidade. A equipe de TILSP conta com 18 profissionais em Manaus; 18 no Centro de Estudos Superiores de Parintins (Cesp); dois no Centro de Estudos Superiores de Tabatinga (Cestb) e um no Centro de Estudos Superiores de Tefé (Cest).

Já a equipe da Copps é composta por um coordenador, secretário, tradutor e intérprete de Libras – Português e um aluno bolsista. Além de ofertar a interpretação nas aulas, reuniões, seminários e outras atividades acadêmicas, há também o atendimento especializado bilíngue por meio da tradução de materiais como livros, artigos e vídeos, sendo uma das poucas universidades que oferecem esse trabalho de tradução.

De acordo com a Resolução Nº 017/2022 do Conselho Universitário (Consuniv/UEA), a interpretação compreende na atividade realizada por meio da transferência da mensagem de Libras para Língua Portuguesa e vice-versa, de maneira simultânea ou consecutiva. Já a tradução, é a atividade de transposição de textos escritos para Libras – Língua Portuguesa e vice-versa.

A inclusão de intérpretes de Libras em sala de aula nos diversos cursos de graduação e de pós-graduação da UEA é destacada como um exemplo positivo de política que garanta o acesso à comunicação e à informação. Essa iniciativa valoriza a importância da divulgação e incentiva os professores que desempenham esse papel, sem expor os alunos, mostrando que a universidade está comprometida com a educação bilíngue de surdos.

Saiba mais

A Copps foi criada em setembro de 2020 com o objetivo de estabelecer políticas linguísticas institucionais para garantir o acesso e a permanência dos alunos e professores surdos, assim como da comunidade surda em geral nas ações da UEA. A coordenação tem a responsabilidade de discutir e implementar políticas desde o ingresso até a tradução, interpretação e elaboração de materiais acadêmicos e informativos, além de oferecer suporte aos docentes e discentes.

__

Fonte: Assessoria de Imprensa

Fotos: Arquivo Pessoal e Daniel Brito/Ascom UEA

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -