29.3 C
Manaus
sábado, junho 22, 2024

Ministra do STJ aponta que Gladson Cameli era suposto líder de uma organização criminosa

O governador do Acre é réu pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva, peculato, lavagem de dinheiro e fraude à licitação

Por

Alvo de investigação na esfera federal, o governador do Acre, Gladson Cameli (PP) pode ter relações com um suposto esquema de organização criminosa, conforme detalhou a ministra Nancy Andrighi do Superior Tribunal de Justiça. A informação é do site Metrópoles.

De acordo com a reportagem, o voto da ministra detalhou haver indícios de uma suposta atuação de Gladson Cameli, como líder de uma organização criminosa instalada no Executivo do estado.

Conforme noticiou O Convergente, na última semana, o colegiado aceitou denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) e tornou Gladson réu pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva, peculato, lavagem de dinheiro e fraude à licitação. Apesar disso, os ministros da Corte Especial do STJ, não aceitaram pedido da PGR para que o governador fosse afastado do cargo.

Na votação, os ministros tiveram como base elementos colhidos no curso da investigação anterior à abertura do processo. De acordo com a reportagem, esses elementos apontam que o governador do Acre, supostamente, integra uma organização criminosa, que teria como objetivo praticar crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -