25.3 C
Manaus
sexta-feira, julho 12, 2024

AC: Mais de R$ 1,6 milhão serão gastos pela gestão de Cameli com armadilhas e tintas para mosquitos da dengue

De acordo com a publicação, a vigência do contrato milionário é até dezembro de 2024

Por

Mais de R$ 1,6 milhão serão desembolsados pelo Governo do Acre, liderado pelo governador Gladson Cameli, para adquirir e instalar armadilhas destinadas ao combate ao mosquito AEDES. Essa informação foi divulgada no Diário Oficial do Estado, na edição de quarta-feira (3).

Segundo a publicação, o contrato permanecerá vigente até dezembro de 2024. O montante será dividido entre dois serviços: o primeiro consiste na instalação de armadilhas que criam condições ideais para atrair e neutralizar as fêmeas do mosquito AEDES.

O segundo serviço contratado pela administração de Cameli é a compra e aplicação de uma tinta inseticida que visa controlar vetores e combater doenças endêmicas transmitidas pelo mosquito da dengue.

Ao todo, serão desembolsados dos cofres públicos R$ 1.605.175,00 (um milhão, seiscentos e cinco mil e cento e setenta e cinco reais). Esse valor será pago à empresa SAÚDE MAIS IND EIRELI, registrada sob o CNPJ nº 19.111.014/0001-00. Conforme informações da Receita Federal, a empresa tem sede em Brasília.

A contratação desses serviços milionários ocorre após um aumento significativo nos casos de dengue no Acre. O estado enfrentou um surto da doença em fevereiro de 2024 e, em junho, registrou uma queda na transmissão da doença, levando o Governo Federal a encerrar as operações no centro de emergência montado no estado.

Segundo a publicação, os serviços foram contratados pelo Departamento de Estradas e Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre, conforme detalhado na Ata de Registro de Preços do Pregão Eletrônico SRP nº 008/2023.

É importante destacar que, segundo o documento, as despesas dessa contratação serão cobertas por recursos específicos consignados no Orçamento Geral do Estado.

Outro lado

Considerando o alto valor envolvido, O Convergente entrou em contato com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e com a empresa contratada, SAÚDE MAIS IND EIRELI, para obter mais detalhes e esclarecimentos sobre a contratação. Até o fechamento desta matéria, não houve resposta. O espaço permanece aberto para futuros esclarecimentos.

Leia mais: PF aponta ‘trama absurda’ e solicita revisão de restrições a apoiadores de Cameli no Acre

____

Por Camila Duarte

Ilustração: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -