28.3 C
Manaus
domingo, junho 23, 2024

Serafim Corrêa promete abrir a ‘caixa preta’ do Fundeb e manda recado a prefeitos do Amazonas: ‘vou expor os valores’

Posicionamento de Serafim Corrêa sobre expor os valores do Fundeb veio logo após uma fala do presidente da Associação dos Municípios Amazonenses (AAM) e prefeito de Rio Preta da Eva, Anderson Souza (União Brasil), afirmar que os municípios do Estado não têm como arcar com o reajuste do piso nacional

Por

O deputado estadual, Serafim Corrêa (PSB), anunciou em suas redes sociais, na semana passada, que no último dia de seu mandato na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), no caso em 31 de janeiro, vai expor uma tabela dos valores do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) arrecadados pelos municípios do Amazonas.

“No meu último dia como deputado estadual, darei essa prestação de contas para os professores. Vamos em frente! (Prefeitos e prefeitas, ainda dá tempo de dizerem a verdade!)”, escreveu o parlamentar na postagem.

O posicionamento de Serafim Corrêa sobre expor os valores do Fundeb veio logo após uma fala do presidente da Associação dos Municípios Amazonenses (AAM) e prefeito de Rio Preta da Eva, Anderson Souza (União Brasil), no último dia 18 de janeiro, afirmando que os municípios do Estado não têm como arcar com o reajuste do piso nacional da Educação, aprovado no último dia 16 de janeiro e reajustado em 15%, saindo de R$ 3.845,63 para R$ 4.420,55.

“O governo federal precisa informar qual a fonte de recursos, porque não temos como arcar. Não temos condições de fazer o pagamento desse montante. Vamos continuar lutando para que o governo faça os aumentos em cima de recursos programados”, disse Sousa na ocasião, pontuando que os municípios devam seguir uma recomendação da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), em que a entidade vai à Justiça sobre esta questão do reajuste e ainda recomendou que os prefeitos ignorem o aumento.

Corrêa ainda mandou um recado aos prefeitos de municípios do Amazonas afirmando que não há como nenhuma prefeitura deixar de pagar o novo piso salarial da Educação.

“Prefeitos do interior: esse recado é apenas para os que escondem o Fundeb dos professores. Dia 31 de janeiro, vou expor os valores de cada município arrecadado e mostrarei que não existe uma prefeitura impossibilitada de pagar o novo piso salarial da Educação”, prometeu Serafim.

Repercussão – Após a publicação de Serafim, muitos seguidores responderam ao post do deputado. Um dos internautas disse que em Borba o Fundeb é uma “caixa preta”, e que só o prefeito Simão Peixoto (PP) tem acesso às informações. 

“Em Borba AM, prefeito não paga abono e não deu reajuste. Aqui o Fundeb é um caixa preta que só ele tem acesso. Obrigado por mostrar a verdade”, comentou.

Outra internauta também criticou que o prefeito de Borba não paga o piso há três anos. “O município de Borba, o prefeito Simão Peixoto, não paga o piso desde 2019. Está difícil, pois ele mente que a folha está inchada, as escolas estão lotadas de funcionários e as salas de aulas com 10, 15 alunos no máximo, o declínio de alunos é constante a cada ano. Estão indo todos para a rede estadual”, comentou.

Sobre o Fundeb – O Fundeb é  um conjunto de fundos contábeis (26 estaduais e 1 do Distrito Federal) formado por recursos dos três níveis da administração pública do Brasil para promover o financiamento da educação básica pública. 

 

Por Edilânea Souza

Fotos: Divulgação / Ilustração: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -