26.3 C
Manaus
quarta-feira, abril 24, 2024

Professores de Borba cobram do prefeito Simão Peixoto o pagamento do reajuste do piso salarial da categoria

Educadores foram às ruas do município cobrando o reajuste da categoria, que segundo o presidente do Sindicato dos Professores de Borba (SINSEP), Jaciclei Linhares, deveria ter sido feito em maio deste ano

Por

Professores do município de Borba realizaram, na noite de segunda-feira, 8/8, uma manifestação para reivindicar o pagamento do piso salarial da categoria, que não é reajustado desde 2020. Conforme a Lei Orgânica do município, o piso salarial dos professores deveria ter sido reajustado em maio deste ano, no entanto, até o momento a Prefeitura não fez o repasse aos docentes.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Professores Municipais de Borba (SINPEP), Jaciclei Linhares, o prefeito Simão Peixoto (PP) convidou representantes do sindicato para uma reunião onde ficou acertado que seria formada uma comissão com representantes dos professores e da Prefeitura para efetivação do pagamento do piso salarial, porém isso não aconteceu.

“Fizemos essa manifestação para reivindicar o que é direito nosso. Há um mês o prefeito nos convidou para uma reunião na residência dele e garantiu que iria pagar o piso salarial. Falou que ia montar uma comissão e nos convidou para fazer parte dela, mas nada aconteceu. Enviamos um documento para a Câmara dos Vereadores pedindo espaço de fala no plenário, para pedir ajuda deles, mas ficou para a próxima sessão, na segunda-feira a noite”, informou.

Segundo o presidente do sindicato, até o início da tarde desta terça-feira, 9/8 nenhum contato foi mantido entre a Prefeitura de Borba e o Sindicato dos Professores do município com o objetivo de tratar sobre o tema.

“Infelizmente nosso pleito permanece sem respostas. Vamos acionar outras esferas, vamos à Justiça para ter o nosso direito respeitado”, afirmou.

Retorno – O Portal O Convergente procurou a Prefeitura de Borba para saber quais os motivos de ainda não ter sido repassado o percentual do reajuste a categoria e quando o prefeito Simão Peixoto poderá atender a categoria, que reclama que não está sendo ouvida pelo prefeito, que marcou uma reunião com a classe na última segunda-feira, 8/8, mas no dia não ocorreu à reunião. No entanto, até a publicação desta matéria não houve retorno das informações.

 

Da Redação

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -