28.3 C
Manaus
domingo, junho 23, 2024

Tensões no PSOL: “Há uma representação contra ela no tribunal de ética nacional do partido”, diz Marcelo Amil após alfinetar Natália Demes nas redes sociais; VÍDEO

Através de seu perfil no Instagram, Amil postou um vídeo pontuando que é bloqueado nas redes sociais da advogada, rebatendo os apontamentos da pré-candidata

Por

A escolha de Natália Demes como pré-candidata pelo PSOL supostamente tem gerado descontentamento em Marcelo Amil, que também concorria ao posto pelo partido. Antes mesmo da reunião da sigla, ocorrida no dia 18 de maio, o advogado apresentou uma denúncia contra Natália Demes ao PSOL estadual. Nesta sexta-feira (31), Marcelo usou as redes sociais para responder aos comentários da advogada, que relatou em um veículo de comunicação que Amil só aparece na sede do PSOL em época de eleição.

Através de seu perfil no Instagram, Amil postou um vídeo pontuando que é bloqueado nas redes sociais da advogada, rebatendo os apontamentos da pré-candidata.

“Natália, já que você falou de aparecer nos lugares, eu queria te dar uma sugestão: apareça no Fórum de Nova Olinda. A sua empresa está sendo denunciada por desviar R$ 900 mil de uma escola do interior. E já te dei o número do processo quando você veio aqui no meu escritório. Apareça também lá com a Gezy Shayane, a cozinheira que sua empresa contratou e nunca pagou. Apareça lá com o Franklin dos Santos, o rapaz de quem a sua empresa alugou uma moto e uma betoneira e nunca pagou,” rebateu o advogado.

Desde as eleições de 2022, o PSOL vem lidando com uma série de disputas internas. Essas divergências, segundo bastidores da cena política local, têm debilitado o partido, que até agora não conseguiu propor um candidato que conte com o apoio unânime de seus membros.

Neste ano, os conflitos internos do partido ressurgiram, destacando novamente as disputas entre Natália Demes e Marcelo Amil. Ambos haviam se oferecido como candidatos do partido para a próxima eleição, reacendendo as tensões entre os partidários.

Conforme noticiado por O Convergente, Amil apresentou ao diretório da executiva estadual do PSOL uma denúncia de irregularidades, tratando-se de uma representação em busca da apuração da conduta da dirigente partidária. Ele mencionou que a presidente do diretório municipal de Manaus, Natália Demes Bezerra Tavares Pereira, é sócia da empresa NND Comércio e Empreendimentos Ltda., com capital social de R$ 1.600.000,00 (um milhão e seiscentos mil reais).

Na época, Demes afirmou que havia sofrido violência política de gênero e que entraria com uma ação contra Marcelo Amil, além de pretender apresentar denúncia à Polícia Federal. Ela alega que o filiado do partido já processou outros membros da sigla.

“Existe uma violência política de gênero que ele está praticando, de cunho calunioso dentro das instâncias partidárias. Isso gera um processo administrativo. Essa violência política de gênero é uma prática reiterada. Todo mundo o conhece por essa atividade. E não é só contra ele. Estamos falando neste momento de propagação de notícia falsa. Qualquer jornalista, qualquer pessoa que esteja repassando isso sem consultar a verdade dos fatos, está propagando ‘fake news’ eleitoral. Vai tudo para o relatório da Polícia Federal para ser investigado e tudo monitorado pela equipe”, destacou ainda a dirigente do PSol Manaus.

Marcelo, por sua vez, destacou ao ser procurado pelo O Convergente, que a escolha de Natália como representante do partido nas eleições deste ano foi uma escolha direta em uma eleição indireta com uso de dados de quando a advogada não estava no partido.

“Ela se filiou apenas em 2022. O grupo dela optou pela eleição indireta porque sabia que no voto da militância nas prévias, eles perderiam. Então, eles utilizaram esse subterfúgio. É uma eleição que não representa a maioria do partido, e que está se valendo de uma maioria artificial. Mas, acredito que isso será revisto. Já há uma representação contra ela no tribunal de ética nacional do partido, e acredito que isso deve ser julgado antes das eleições”, concluiu Amil.

Natália Demes foi escolhida como pré-candidata ao pleito de 2024 à prefeitura de Manaus no mês passado após a eleição do sigla. A advogada venceu outros dois indicados do partido, Marcelo Amil e o radialista Thomaz Barbosa, com 24 dos 25 votos dos delegados presentes no encontro.

A reportagem também entrou em contato com a pré-candidata. Questionamos sobre os apontamentos feitos pelo advogado nas próprias redes sociais, alegando o que havia dito sobre ele em entrevista.

A advogada manifestou por meio de nota “que as questões que envolvem o filiado Elson Marcelo não enriquecem em nada o debate sobre as necessidades da cidade de Manaus e dos manauaras, e minha prioridade no momento é apresentar nosso programa e debatê-lo,” disse.

Ilustração/Foto: Marcus Reis/Reprodução/Instagram/@marcelo.amil

Leia mais: Expectativa VS Realidade: Dulce Almeida faz propaganda sobre qualidade da merenda, enquanto denúncias alegam larvas nos alimentos

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -