27.3 C
Manaus
domingo, junho 23, 2024

Expectativa VS Realidade: Dulce Almeida faz propaganda sobre qualidade da merenda, enquanto denúncias alegam larvas nos alimentos

Após uma semana de denúncias sobre biscoito e suco na merenda, a secretária Dulce Almeida usou as redes sociais para alegar a 'alimentação saudável' servida nas escolas municipais

Por

Depois da polêmica envolvendo a qualidade da merenda escolar nas unidades de Manaus, a secretária municipal de Educação, Dulce Almeida, usou as redes sociais para fazer propaganda para a Prefeitura de Manaus, afirmando que o órgão fez investimentos milionários para a alimentação escolar. A propaganda foi publicada no mesmo dia em que um vereador de Manaus relatou denúncias de que foram encontradas larvas nos alimentos da merenda escolar em uma unidade de ensino.

Conforme a denúncia do vereador Capitão Carpê (PL), os pais e alunos matriculados na Escola Municipal Aristóphanes Bezerra relataram que encontraram larvas nos alimentos servidos na merenda escolar.

“Recebemos a denúncia de que dentro de um prato de comida tinha larva. Aqui conseguimos ver uma subindo”, disse o vereador ao entrar na cozinha da unidade que tem a Secretaria Municipal de Educação (Semed) como gestora.

Ainda na denúncia, o vereador expôs relatos de alunos. “A gente encontra tapuru e mosca […] Teve um dia que encontramos uma mosca no café que a gente tava tomando”, disse uma aluna.

No vídeo compartilhado por ele nas redes sociais, é possível ver os insetos nas refeições servidas na escola, bem como nos alimentos que ainda estavam lacrados. O vereador ainda mostrou o estado do local onde esses produtos eram guardados.

“Denúncia de larva na merenda escolar na Escola Municipal Aristóphanes Bezerra, bairro Aliança com Deus. Depois da nossa fiscalização, onde existem larvas na alimentação, conseguimos constatar que existiam várias larvas próximas ao arroz, no feijão”, explicou o vereador. Após as falas dos alunos e responsáveis, a secretária Dulce Almeida compareceu à escola e fez uma reunião com os pais.

De acordo com o parlamentar, a secretária se comprometeu a melhorar a qualidade dos alimentos na unidade, além de realizar algumas reformas na estrutura do local. “Ela se comprometeu, junto com sua equipe, a melhorar a merenda escolar e a estrutura da escola, bem como orientar o gestor para que ele possa fazer um melhor trabalho voltado para as crianças”, disse.

Propaganda

Mesmo com as denúncias sobre a qualidade da merenda escolar, a secretária usou as redes sociais para falar sobre o assunto e afirmar que foi investida uma quantia milionária para oferecer um serviço de qualidade para os alunos da rede municipal de ensino.

Nas publicações, a secretária Dulce Almeida afirma que a gestão do prefeito David Almeida (Avante), seu irmão, prioriza uma alimentação nutritiva aos alunos. Além disso, ela ainda afirmou que, regularmente, são realizados estudos para introduzir novos itens para assegurar a alimentação saudável dos alunos.

Vale lembrar que, na última semana, vereadores de Manaus fizeram denúncias de que, em mais de dois dias na semana, uma escola de educação especial tinha apenas bolacha e suco no cardápio da merenda escolar.

Conforme noticiado por O Convergente, a Prefeitura de Manaus recebe mais de R$ 24 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), referentes ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Segundo o FNDE, a transferência dos valores é feita em 10 parcelas mensais, de fevereiro a novembro, para a cobertura de 200 dias letivos. O levantamento do valor é feito com base no Censo Escolar levantado no ano anterior, ou seja, o valor milionário representa as mais de 500 escolas municipais de Manaus.

Além disso, o FNDE pontua que 30% do valor repassado pelo PNAE deve ser investido “na compra direta de produtos da agricultura familiar, medida que estimula o desenvolvimento econômico e sustentável das comunidades”, de acordo com a Lei nº 11.947, de 16/6/2009.

Na publicação, Dulce Almeida alega que, além da verba federal, a gestão de seu irmão investiu mais de 500% do Tesouro Municipal na alimentação escolar. De acordo com ela, esses recursos foram aplicados no fornecimento de refeições preparadas com nutrólogos, além da compra de insumos e logística “para garantir a eficiência na entrega dos alimentos”.

“Maquiagem”

Apesar de fazer propaganda mostrando a variedade dos alimentos na merenda escolar, alguns internautas comentaram que o vídeo da secretária era uma “maquiagem”, uma vez que a realidade nas escolas de Manaus seria outra.

Entre comentários positivos e negativos, muitos internautas relataram que a alimentação saudável acontecia somente em escolas “privilegiadas”; outros comentaram que a realidade da merenda escolar em algumas escolas era suco e bolacha.

Outro lado

O Convergente buscou mais detalhes sobre a denúncia com o vereador Capitão Carpê, que não retornou à reportagem. A equipe também entrou em contato com a Semed e aguarda retorno.

Leia mais: Após polêmica, vereador Prof. Samuel diz que fala sobre merenda escolar foi recortada pela mídia

___

Por Camila Duarte

Ilustração: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -