29.3 C
Manaus
quinta-feira, fevereiro 22, 2024

Roraima: Funcionário da ALE-RR e apoiador de Denarium, Faradilson Reis foi denunciado por suspostamente manter conversas ‘picantes’ com menor de idade em redes sociais

As conversas, conforme denúncia, teriam durado vários dias e em uma das mensagens a menina pergunta o que ele faz da vida e ainda afirma que ele é um cara de “presença”. Ele respondeu dizendo que era empresário e ainda aproveitou para fazer vários elogios à adolescente

Por

O servidor público da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) e apoiador do governador do estado, Antonio Denarium (PP), Faradilson Reis de Mesquita, que recentemente foi condenado pela Justiça de Roraima por venda irregular de terras no bairro Antonio Torres, teve uma série de conversas intimas, com uma suposta adolescente de 14 anos, reveladas. As conversas teriam sido feitas por meio do Facebook, bem como WhatsApp, e os arquivos entregues de forma anônima a um portal de noticias de Roraima.

As conversas teriam durado vários dias e em uma das mensagens a menina pergunta o que ele faz da vida e ainda afirma que ele é um cara de “presença”. Ele respondeu dizendo que era empresário e ainda aproveitou para fazer vários elogios à adolescente.

Durante a troca de mensagens Faradilson perguntou onde ela morava e ainda mandou uma foto de perfil para se identificar. Em outro momento ele recebeu fotos aleatórias da garota e em resposta afirmou que ela era “gata”.

Como a suposta garota conquistou a confiança de Faradilson, eles começaram a trocar mensagens mais calorosas. Em uma das imagens ele enviou foto das partes íntimas e ela respondeu com uma imagem da mesma forma. Além disso, ele chegou a pedir fotos mais ousadas e utilizou termos vulgares em determinadas situações.

Em uma determinada conversa ele afirma que tem 46 anos. Ela então responde que adora homens mais velhos e que estava prestes a completar 15 anos de idade. A adolescente vai mais além e diz que ele é um charme.

Ficha criminal  – Faradilson Reis de Mesquita coleciona boletins de ocorrência na Polícia. Busca feita pelo Jornalismo do Roraima em Tempo no Sistema de Segurança contam pelo menos 12 registros.

Desse modo, os crimes vão de estelionato, apropriação indébita até ocorrências de ameaça. Na Justiça de Roraima Faradilson está envolvido em 25 processos.

Recentemente Faradilson Mesquita recebeu condenação para R$ 500 mil reais em indenização por venda irregular de terrenos.

A ação foi movida pelo Ministério Público de Roraima (MPRR) contra ele, assim como a Federação das Associações de Moradores de Roraima (Famer) que vendeu os lotes no bairro intitulado Antônio Torres que está irregular.

— —

Da Redação com informações do Roraima Em Tempo

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -