34.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

“Vamos deixar o debate político para o período eleitoral”, disse David Almeida na abertura do ano legislativo da CMM

O presidente da CMM, vereador Caio André (Podemos), afirmou que a sociedade manauara pode esperar uma Câmara cada vez mais presente

Por

O prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), realizou a abertura dos trabalhos da 18ª Legislatura da Câmara Municipal de Manaus (CMM), no Plenário Adriano Jorge, nesta terça-feira (6). Na leitura da mensagem anual, David fez uma retrospectiva dos últimos três anos de sua gestão.

“Eu fico feliz em poder ser prefeito dessa cidade. Nós tivemos três anos de gestão. Porém, o ano de 2021 foi o ano em que a prefeitura parou. O mundo parou. Mas a prefeitura em si não parou. Nós saímos para salvar vidas. E aplicamos mais de 3 milhões de doses de vacina na população de Manaus.”

Durante a volta do recesso do parlamento municipal, o chefe do Executivo de Manaus justificou sua ausência na abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), na quinta-feira (1º), em razão do temporal que caiu na cidade e disse: “Sou prefeito de rua e não de gabinete”.

Ele relembrou também que a capital é reconhecida pela Frente Nacional dos Prefeitos do Brasil, que mais investe em saúde e educação. “É bom ser prefeito da cidade de Manaus, onde se paga um dos três maiores salários para a educação… E até o final do nosso mandato, teremos a melhor saúde básica do Brasil para a população”, disse David.

Além da saúde e educação, transporte, economia, cultura, habitação, limpeza pública, esporte e lazer, e políticas públicas para melhorias dos serviços para os munícipes de Manaus, foram as prioridades que o prefeito David deixou para os vereadores da CMM. E por ser um ano eleitoral, Almeida antecipou que a prioridade agora são os trabalhos para a cidade e não a política.

“Eu vou pedir que deixemos o debate político-eleitoral para o período eleitoral, lá para os meses de julho e agosto. E que a população, que é soberana sobre nossas vidas, faça a decisão de acordo com suas convicções”, disse o prefeito, que no momento está preocupado em fazer entregas para a população da capital.

O presidente da CMM, vereador Caio André (Podemos), afirmou que a sociedade manauara pode esperar uma Câmara cada vez mais presente.

“Para esse ano, a sociedade verá uma Câmara mais atuante no sentido de buscar melhorias para a nossa cidade, para a população e que os trabalhos terão total transparência, que é marca da administração, desta mesa diretora”.

Na semana passada, Caio André contou, com exclusividade ao O Convergente, na ALEAM, que neste ano serão discutidos com os vereadores a questão do novo aterro sanitário e, acima de tudo, a transparência nos trabalhos. Ele comentou ainda sobre o pleito deste ano, onde o vereador confirmou que vem para a reeleição.

“Meu planejamento todo está voltado para a reeleição. É nisso que eu tenho trabalhado com a minha equipe também. E os futuros apoios vão depender de como o partido vai se posicionar este ano.”

Uma das novidades para este ano na CMM é um novo sistema que será utilizado pelos vereadores: um aplicativo móvel para integrar o sistema usado dentro do plenário.

“Atualizamos o sistema e agora os parlamentares irão ter um aplicativo no celular. São novidades e modernidades que auxiliarão o trabalho legislativo dos vereadores. Poucas Câmaras do Brasil têm esse sistema, e essa segunda fase de implementação reafirma o compromisso da Casa com a modernidade”, explicou o diretor do Departamento de Gestão e Tecnologia da Informação (DGTI), Zuleinilson Portela.

Entre os presentes na solenidade estavam Tadeu de Souza (Avante), vice-governador do Amazonas; deputado Abdala Fraxe (Avante), representando a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM); Enilce Elen Queiroz de Souza, Promotora do Ministério Público do Amazonas (MP-AM); Marcos Rotta (Avante), vice-prefeito; Fabrício Frota Marques, Juiz Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM); Yara Lins, Conselheira-Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM); e a Defensora Manoela Cantanhede, da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM).

O Portal O Convergente, em vista da abertura dos trabalhos do legislativo municipal, realizou um levantamento sobre a produtividade dos vereadores do parlamento. A redação procurou os vereadores que encaminharam menos de 20 Projetos de Leis autorais à CMM. No entanto, nenhum deles respondeu aos questionamentos. O espaço segue aberto para quaisquer tipo de pedido de direito de resposta.

Ilustração: Marucs Reis

Leia mais: Especialista avalia produtividade dos vereadores de Manaus entre 2021 a 2023: ‘possível lacuna na representação legislativa’

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -