32.3 C
Manaus
sábado, fevereiro 24, 2024

Haddad anuncia mudanças em isenção do IR para até R$ 5 mil em 2024

“Nós vamos fazer uma nova revisão em 2024 por conta do aumento do salário mínimo. O presidente Lula já pediu uma análise para acertarmos a faixa da isenção', explicou o ministro da Fazenda

Por

A isenção do Imposto de Renda (IR) terá mudanças em 2024. A nova faixa é para os contribuintes que ganham até R$ 5 mil reais. A informação foi divulgada, nesta segunda-feira (22), pelo ministro da Fazenda, Fenando Haddad, durante o programa Roda Vida da TV Cultura. O novo teto da isenção do tributo será revisado pelo governo federal.

“Nós vamos fazer uma nova revisão em 2024 por conta do aumento do salário mínimo. O presidente Lula já pediu uma análise para acertarmos a faixa da isenção. Neste primeiro semestre, temos que encaminhar as leis complementares que regulam a Emenda Constitucional da Reforma Tributária”, explicou Haddad.

Com o objetivo de isentar aqueles que recebiam até dois salários mínimos, a legislação incorporou um desconto mensal de R$ 528 na fonte. No ano de 2023, uma medida provisória modificou a isenção do IR, elevando o valor de R$ 1.903,98 para R$ 2.112.

“A gente ainda ouve dizer que está havendo um aumento de carga tributária. Não está havendo. Ninguém criou imposto, ninguém aumentou a alíquota de nada. O que está acontecendo é a revisão de verdadeiros absurdos que foram criados e que geraram um rombo nas contas públicas”, concluiu o ministro da Fazenda.

Leia também:

Uma proposta em análise no Senado veta o pagamento de salário por partidos para políticos em exercício, ou seja, com mandatos ou determinados cargos públicos. O PL 6.137/2023, de autoria do senador Cleitinho (Republicanos-MG), proíbe que as siglas remunerem, direta ou indiretamente, seus integrantes que sejam “agentes políticos em exercício”.

O projeto altera a Lei dos Partidos Políticos (Lei 9.096, de 1995) em relação à aplicação dos recursos das siglas. Na justificativa, o senador afirma que a proposta tem a “finalidade de conferir moralidade ao gasto do partido, independentemente da corrente doutrinária da agremiação, se de direita ou de esquerda”.

Leia mais: Partidos podem ser proibidos de pagar salário para político em exercício

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -