26.3 C
Manaus
quarta-feira, abril 24, 2024

Pará: Secretaria de Educação empenha mais de R$ 380 milhões apenas em serviços de mão de obra em 2022

Em um único dia, em dezembro, quase no final da gestão de Elieth Braga, foram empenhados mais de R$ 32,4 milhões.

Por

A Secretaria de Estado de Educação do Governo do Pará aplicou mais de R$ 380 milhões em despesas com locação de mão de obra nas escolas estaduais durante o ano de 2022. Deste total, já foram pagos quase que na sua totalidade, o valor de mais de R$ 345,9 milhões a diversas empresas prestadoras de serviços, que estão relacionadas à limpeza, conservação, segurança e a outros serviços administrativos. Na ocasião, a pasta estava sob o comando de Elieth Braga.

Entre as empresas contratadas, está a Marco Coelho Serviços Eireli, com um dos maiores valores empenhados, recebendo do Estado do Pará, R$ 12.410.178,87 (doze milhões e quatrocentos e dez mil e cento e setenta e oito reais e oitenta e sete centavos).

Outra observação quanto a estes empenhos, é que em um único dia, em dezembro, quase no final da gestão de Elieth Braga, foram empenhados mais de R$ 32,4 milhões com as empresas contratadas ao longo de 2022. Os contratos foram fechados na antiga gestão de Elieth Braga. Agora, a ex-secretária de educação ocupa a titularidade da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad).

Denúncia na educação

No ano passado, o Ministério Público do Pará (MPPA) abriu um procedimento investigatório para apurar possíveis atos de improbidade administrativa em desfavor da ex-secretária de educação, após receber denúncias da comunidade estudantil e docente, do Sistema Modular de Ensino (Some), da Escola Estadual de Ensino Médio Leopoldina Guerreiro.

Na ocasião, a denúncia apontava que R$ 83 mil do programa do Ministério da Educação (MEC), liberado através do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), para custear recursos didáticos às turmas do Some não foram repassados pela Seduc do Pará.

Retorno

O Portal O Convergente procurou o Governo do Pará, bem como a Secretaria de Educação do Estado, para saber mais detalhes destes empenhos. À reportagem também procurou Elieth Braga, por meio do contato da nova secretaria em que foi nomeada, no intuito de ouvi-la sobre os empenhos e sobre as denúncias direcionadas a sua gestão na Seduc. No entanto, não houve retorno das informações até o fechamento desta matéria. O espaço segue aberto para esclarecimentos futuros e direito de resposta.

Leia mais: MPF diz que há nepotismo em indicação de Daniela Barbalho

 

Por Edilânea Souza

Fotos: Divulgação / Ilustração: Marcus Reis

Revisão textual: Érica Moraes

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -