26.3 C
Manaus
quarta-feira, abril 24, 2024

Moraes autoriza PF a ouvir Marcos do Val em até cinco dias após fala sobre coação de Bolsonaro para dar um golpe de Estado

Marcos do Val também disse que o ex-deputado federal Daniel Silveira o levou à reunião com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para tratar sobre um golpe de Estado

Por

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a Polícia Federal a tomar o depoimento do senador Marcos do Val (Podemos-ES) após ele afirmar que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) teria o coagido para dar um golpe de Estado.

O ministro deu um prazo de cinco dias para a audição. A decisão veio após pedido do delegado Raphael Astini, que atua no inquérito que investiga o governador afastado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e o ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública distrital, Anderson Torres, nos atos criminosos de 8 de janeiro.

“Conforme amplamente noticiado, o senador divulgou em suas redes sociais ter recebido proposta com objetivo de ruptura do Estado Democrático de Direito, circunstância que deve ser esclarecida no contexto mais amplo desta investigação, notadamente no que diz respeito a eventual intenção golpista, o que pode caracterizar os crimes previstos nos arts. 359-M (golpe de Estado) e 359-L (abolição violenta do Estado Democrático de Direito) do Código Penal”, disse Moraes.

Em uma live e em entrevistas, Do Val afirmou que participou de uma reunião com Jair Bolsonaro e o deputado federal Daniel Silveira no dia 9 de dezembro do ano passado e que o então presidente pediu que ele gravasse conversas de Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, com o objetivo de flagrá-lo em alguma declaração.

Nova versão – Em entrevista à imprensa nesta quinta-feira, 2/2, Do Val apresentou nova versão e afirmou que não foi coagido por Bolsonaro, que teria ficado calado durante a reunião com Silveira.

Marcos do Val também disse que o ex-deputado federal Daniel Silveira o levou à reunião com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para tratar sobre um golpe de Estado.

Do Val também confirmou que avisou o ministro do STF Alexandre de Moraes sobre o plano. De acordo com o relato do senador, a ideia de Silveira, apresentada a Do Val e Bolsonaro na reunião, incluía grampear Moraes em busca de gravações comprometedoras do ministro.

 

Da Redação com informações da CNN

Foto: Carlos Moura / STF

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -