26.3 C
Manaus
sexta-feira, abril 12, 2024

Manifestantes bolsonaristas começam a ser dispersados da frente do CMA nesta quarta-feira, 16/11

Na manhã desta quarta-feira, 16/11, agentes de trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e da Polícia Federal participaram da ação de dispersão dos atos antidemocráticos

Por

Após um dia da decisão da Justiça Federal, proferida pela juíza Jaiza Fraxe, nessa terça-feira, 15/11, manifestantes bolsonaristas que se acomodavam em barracas, com banheiros químicos e até faziam churrasco em frente ao Comando Militar da Amazônia (CMA), na zona Centro-Oeste de Manaus, começaram a deixar o local nesta quarta-feira, 16/11, após acordo feito com agentes da Polícia Federal.

Na manhã de hoje, agentes de trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), da Polícia Federal e do Conselho Tutelar participaram da ação de dispersão dos atos antidemocráticos.

A manifestação começou em frente ao CMA no último dia 2 de novembro, e os envolvidos nos atos antidemocráticos ocupavam uma faixa da via em protesto ao resultado das eleições presidenciais, que deram a vitória a Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 30 de outubro. Em frente ao CMA havia ainda muitos carros e outros equipamentos que estevam prejudicando o trânsito naquela região.

DecisãoA juíza Federal Jaiza Maria Pinto Fraxe determinou que a União, o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus tomassem providências para cessar as irregularidades em frente ao CMA. A magistrada também informa que manifestações não podem ocorrer “em área residencial, escolar, hospitalar e sensível à segurança nacional”, nem atrapalhar o direito de ir e vir da população.

“Sobretudo, a legalidade das manifestações somente ocorrerá quando o objetivo não for apologia ao crime ou atentados terroristas e ameaçadores da dignidade do povo brasileiro e contrários às autoridades e instituições públicas constituídas que existem exatamente para resguardar a lei e a ordem pública”, diz trecho da decisão.

 

Da Redação

Fotos: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -