25.3 C
Manaus
terça-feira, maio 28, 2024

Focado na pré-campanha, Telmário Mota apresenta queda na produtividade parlamentar este ano no Senado Federal

Senador Telmário Mota apresentou somente três Projetos de Lei (PL) no Senado em 2022. Nos últimos meses, o senador tem participado de reuniões e eventos em Boa Vista e também no interior do estado, geralmente acompanhando o governador de Roraima, Antonio Denarium

Por

Visando a reeleição em outubro deste ano, o senador de Roraima, Telmário Mota (Pros) tem gastado seu tempo apenas com a pré-campanha eleitoral, deixando outras prioridades de lado, como apresentar Projetos de Lei (PL) no Senado. A média de produtividade do senador vem caindo este ano, se comparado aos anos anteriores, visto que Telmário apresentou somente três PLs em 2022.

Nos últimos meses, o senador tem participado de reuniões e eventos em Boa Vista e também no interior do estado, geralmente acompanhando o governador Antonio Denarium (PP).

Projetos de Lei – Por outo lado, em Brasília, a produtividade de Mota como representante da população roraimense reduziu drasticamente. Conforme consta no site do Senado Federal, Telmário apresentou, neste ano, o PL 61/2022 e PL 366/2022, ambos voltados para a criação da Política Nacional de Segurança dos Povos Indígenas.

Além destes, mais recentemente, o senador também apresentou o PL 1055/2022, que institui o Dia dos Povos Indígenas. Fora isso, Telmário não apresentou mais nenhum outro Projeto de Lei para beneficiar a população de Roraima.

Polêmicas com o ‘Cotão’ – Em sete anos e quatro meses de mandato, Telmário Mota gastou R$ 3,1 milhões da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, o “Cotão”. Pelo menos um terço deste valor, R$ 1,2 milhão, foi gasto com locomoção, hospedagem, alimentação e combustível, segundo aponta o levantamento feito por um veículo de comunicação da região Norte.

O senador, por sua vez, não dispensou os recursos da Cota nem mesmo no mês de janeiro deste ano, quando o Senado estava de recesso. Neste período, ele pediu reembolso de R$ 37.020,97, sendo o maior gasto com publicidade e propaganda, cerca de R$ 25 mil.

Sentenças – Além da baixa produtividade e os gastos exorbitantes de verbas do “Cotão”, o mandato do senador nessa reta final tem sido marcado pelas constantes condenações. Em uma delas, a juíza Joana Sarmento de Matos, do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TER-RR), condenou o senador Telmário Mota por propaganda eleitoral antecipada. A magistrada aplicou multa de R$ 25 mil.

Além disso, em outra ação, Mota foi novamente condenado pela Justiça por propaganda eleitoral antecipada em grupos de mensagens de aplicativos e em redes sociais. Ele pediu votos e fez ataques contra Romero Jucá, ex-senador do Roraima, presidente regional do MDB e pré-candidato ao Senado pelo estado. Telmário Mota foi condenado a pagar multa de R$ 10 mil.

—-

Da Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -