26.3 C
Manaus
terça-feira, julho 16, 2024

Acusado de armar ‘jogada política’, Abdala Fraxe assume interinamente Podemos no AM

Por

Após o anúncio da saída conturbada de parlamentares do Podemos, o deputado estadual Abdala Fraxe assume, interinamente, a presidência estadual do partido. O deputado, que ainda não se manifestou publicamente e cumpre agenda no interior do Estado neste final de semana, deve assumir provisoriamente o partido até que haja votação entre os membros ou indicação direta por parte da presidência nacional do partido sobre a nova direção local.

O Podemos, até esta sexta-feira, 9/7, era comandado pelo deputado estadual Wilker Barreto que, conforme ele, foi surpreendido com a decisão da presidente nacional da legenda, Renata Abreu de passar o comando do partido no Amazonas para o outro parlamentar. Diante disso, Barreto, o deputado Dermilson Chagas que era o líder da oposição na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), e os vereadores Amom Mandel e Professora Jacqueline também anunciaram a saída do Podemos.

Abdala Fraxe há muito tempo demonstrava descontentamento com os posicionamentos de seus pares na Aleam, destoando sobremaneira dos atos dos oposicionistas. Durante a campanha municipal de 2020, e que teve como candidatos majoritários Amazonino Mendes e Wilker Barreto, houve reclamações da falta de participação do parlamentar no processo e até acusações de infidelidade dentro do Podemos, uma vez que Abdala apoiou David Almeida (Avante), candidato da oposição naquele momento.

A Portal O Convergente procurou a assessoria de imprensa do deputado Abdala Fraxe para saber o posicionamento dele em relação as desfiliações dos parlamentares, bem como sobre as próximas ações da sigla, mas não obteve retorno.

Jogada política – Durante a coletiva de imprensa convocada para falar sobre as desfiliações, o deputado Wilker Barreto declarou que Abdala Fraxe iria assumir interinamente a presidência estadual por um período curto de tempo, uma vez que a verdadeira intenção da sigla é entregar a direção estadual do partido para o deputado federal Capitão Alberto Neto, filiado ao Republicanos.

“Esse é um projeto orquestrado. Quem irá assumir no futuro é o deputado Capitão Alberto Neto, ‘Chaveirinho’ do Wilson Lima, num projeto de tentar tolher e silenciar a gente. Como? Não estou chateado com aqueles que lograram êxito de forma escusa, estou decepcionado por não desenvolver um trabalho e perder pessoas como o Amom e a Jacqueline. Desejo sucesso para quem vai ficar à frente do Podemos”, destacou Wilker Barreto.

Em nota, a assessoria de imprensa do deputado federal Capitão Alberto Neto negou a possível mudança de partido do parlamentar, destacando que a janela partidária só abrirá em 2022 e que agora não é o momento para discutir mudança de partido.

Confira a nota:

As informações divulgadas sobre uma possível mudança de partido não procedem. Esclareço que meu Partido é o Republicanos. A sigla está de acordo com meus princípios e valores, apoia meus projetos e tem me dado todo suporte que preciso como parlamentar.

A janela partidária só abrirá no ano que vem. Não é o momento para discutir mudança de partido. Hoje, o objetivo do nosso País é a vacinação contra Covid-19, saúde, segurança e educação.

Qualquer informação sobre meu mandato e minha vida política serão divulgadas através dos meus canais oficiais de comunicação.

Capitão Alberto Neto
Deputado federal – Republicanos/AM

 

—-
Por Lana Honorato
Ilustração: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -