34.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Lula exonera Alessandro Moretti, diretor-adjunto da Abin

O cargo deixado por Moretti será ocupado pelo cientista político Marco Cepik, atual líder da Escola de Inteligência da Abin

Por

Em meio aos desdobramentos significativos das investigações da Polícia Federal sobre a ‘Abin Paralela’, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) exonerou, nesta terça-feira (30), Alessandro Moretti do cargo de diretor-adjunto da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

A decisão, previamente revelada pela coluna de Paulo Cappelli no Metrópoles, foi oficialmente publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, marcando um momento crucial no cenário político e nas investigações em curso.

No âmbito da investigação, a Polícia Federal faz menção a uma potencial colaboração entre os suspeitos sob investigação na operação e a administração em vigor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

O cargo deixado por Moretti será ocupado pelo cientista político Marco Cepik, atual líder da Escola de Inteligência da Abin. Cepik, que já atuou como diretor-executivo do Centro de Estudos Internacionais sobre Governo (CEGOV) em Porto Alegre (RS), assume a posição de diretor-adjunto da agência, trazendo consigo uma sólida experiência, especialmente em assuntos internacionais.

A Polícia Federal (PF) está conduzindo uma investigação sobre um grupo envolvido em atividades relacionadas a uma suposta Abin paralela durante a gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL). Alessandro Moretti ocupava a função de diretor-adjunto da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) desde março de 2023. Anteriormente, no período entre 2021 e 2023, ele desempenhou o papel de diretor de Inteligência Policial e Tecnologia da Informação na Polícia Federal.

O antigo diretor-adjunto da Abin acumula experiência na Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, onde atuou como secretário-executivo sob a supervisão de Anderson Torres. Torres, por sua vez, ascendeu ao cargo de ministro da Justiça durante o governo de Bolsonaro.

Moretti ingressou na Abin durante a gestão de Lula e permaneceu no órgão devido à sua relação com o diretor-geral da agência, Luiz Fernando Corrêa, que o manteve em sua posição mesmo após a transição de governos.

Leia mais: Novos Desdobramentos: General Heleno é intimado a prestar depoimento sobre ‘Abin Paralela’

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -