34.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Tradição e Saúde: Ministério abre espaço para conversa sobre medicina indígena no SUS

A medida visa desenvolver uma proposta sólida para a possível implementação de um Programa Nacional que integre a medicina indígena ao Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (Sasi-SUS)

Por

Na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira (24), uma iniciativa revolucionária ganha destaque: a Portaria nº 8, assinada pelo secretário nacional Ricardo Weibe Tapeba, cria o Grupo de Trabalho de Medicinas Indígenas no âmbito da Secretaria de Saúde Indígena (Sesai).

Essa medida visa desenvolver uma proposta sólida para a possível implementação de um Programa Nacional que integre a medicina indígena ao Subsistema de Atenção à Saúde Indígena do Ministério da Saúde (Sasi-SUS).

O Grupo de Trabalho, composto por representantes técnicos da Sesai, será um órgão consultivo aberto à participação de especialistas de diversos setores, tanto do âmbito público quanto privado. A pluralidade de perspectivas é fundamental para enriquecer a discussão e promover a inclusão de diferentes visões no processo de elaboração do Programa em Medicinas Indígenas.

Ao longo dos próximos 12 meses, o grupo terá a responsabilidade de organizar e sistematizar recomendações, promover debates, revisões e avaliações técnicas, além de contribuir para a definição de ações e estratégias relacionadas às medicinas indígenas no contexto do Sasi-SUS.

Esse é um passo significativo na valorização e reconhecimento dos saberes ancestrais presentes nas práticas de cura das comunidades indígenas.

A abertura para a participação de representantes de organizações não governamentais (ONGs), governos estrangeiros e especialistas de outros órgãos fortalece a abordagem colaborativa e internacional desse projeto. A diversidade de conhecimentos e experiências será essencial para construir um Programa em Medicinas Indígenas robusto e inclusivo.

A flexibilidade do prazo, que pode ser prorrogado por igual período, demonstra o compromisso em garantir um processo de construção cuidadoso e abrangente.

A iniciativa do Ministério da Saúde é um convite à sociedade para participar ativamente desse momento histórico, promovendo uma saúde mais plural e respeitosa com as tradições e saberes das comunidades indígenas do nosso país.

Leia mais: Bolsonaro diz que desfecho do caso Marielle ‘se aproxima do seu final’

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -