27.3 C
Manaus
sábado, março 2, 2024

Prefeitura de Rio Branco fecha serviço asfáltico por R$ 18 milhões

A obra inclui uma variedade de serviços de engenharia, incluindo execução, manutenção, recuperação e recomposição de pavimentos, reparos nas redes de drenagem, água e esgoto, bem como nas calçadas

Por

A Prefeitura Municipal de Rio Branco (AC) aprovou mais uma dentre outras obras milionárias que vem realizando na cidade. Através de licitação, o termo de adjudicação foi oficializado no pregão nº 014/2023, pela Comissão Permanente de Licitação (CPL), em 12 de janeiro de 2024, no valor global de R$ 18 milhões de reais.

O Decreto nº 037/2024, publicado no Diário Oficial do Acre, na última segunda-feira (15), foi solicitado pelo Secretário em exercício, Wilson José das Chagas Sena Leite, da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (SEINFRA).

Essa obra abrange uma variedade de serviços de engenharia, incluindo execução, manutenção, recuperação e recomposição de pavimentos, reparos nas redes de drenagem, água e esgoto, bem como nas calçadas.

A escolhida para executar o serviço ‘caríssimo’ ao cofre público foi a Adinn Construção e Pavimentação Ltda. A firma inscrita no CNPJ: 01.287.024/0001-36, está localizada na cidade Rio Branco, com atividade principal registrada na Receita Federal como Construção de Edifícios. Até o momento, sua situação cadastral permanece ativa.

Ao tentar entrar em contato com a Adinn Construção, o Portal O Convergente não obteve sucesso através do telefone (68) 32**-2222, e o e-mail [email protected], cadastrado no site retornou com erro.

Além disso, a redação tentou obter informações junto à Prefeitura de Rio Branco através dos e-mails [email protected] e [email protected], buscando detalhes sobre as vias e localidades onde os serviços serão executados. Até o fechamento desta reportagem, não houve resposta.

É importante destacar que essa não é a primeira vez que a prefeitura se envolve em gastos milionários. Em julho de 2023, O Convergente revelou que o prefeito Tião Bacalon (PP) destinou mais de R$ 13,5 milhões para uma única empresa na construção da sede do Instituto Previdenciário do Município. Na mesma época, foi assinado um contrato de 20 meses pelo diretor-presidente da RBPREV, Osvaldo Santiago.

Por outro lado, a educação, que deveria receber verba adequada, também sofreu com a gestão municipal. Em agosto do ano passado, o prefeito não concedeu aumento salarial aos professores, resultando em ações judiciais e paralisação de atividades devido ao impasse na gestão municipal.

Leia mais: MPF recomenda cumprimento de cota para negros em concurso para professores no Acre

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -