34.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Ex-senador Telmário Mota é transferido para cumprir prisão em Roraima

Telmário Mota é suspeito de ser o mandante do assassinato da ex-mulher, além de ser suspeito de estuprar a própria filha

Por

O ex-senador Telmário Mota desembarcou no Aeroporto Internacional de Boa Vista na madrugada desta quinta-feira (7). Ele foi preso em Goiás, após ser considerado foragido, por suspeita de ser o mandante do assassinato da ex-mulher.

Segundo informações, agentes da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejuc) receberam o político no local. Ele estava preso desde o dia 31 de outubro em Goiás e, no dia 9 de novembro, a Justiça autorizou sua transferência para Roraima, mas ele só foi transferido quase um mês depois.

Antônia Araújo de Souza, de 52 anos, que é mãe da filha de 18 anos do ex-senador, foi assassinada no dia 29 de setembro, com um tiro na cabeça, quando saía de casa. Ela estava dentro de um carro com um parente, quando dois homens chegaram em uma moto, chamaram pela moça e atiraram contra ela.

No último dia 30 de novembro, a Justiça de Roraima prorrogou por mais 30 dias a prisão do ex-senador Telmário Mota. De acordo com a investigação da Polícia Civil, a decisão de matar Antônia foi tomada após uma reunião em uma fazenda, onde Telmário Mota teria delegado ao sobrinho Ney Mentira, que também está preso, a execução do crime.

O ex-senador também possui outro mandado de prisão vigente. Desta vez, o mandado é referente ao processo em que ele é suspeito de estuprar a própria filha. De acordo com o delegado que investiga o crime, João Evangelista, o depoimento que Antônia daria à Justiça sobre o estupro da filha seria de extrema importância no processo, e isso pode ter motivado o crime.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -