29.3 C
Manaus
sexta-feira, abril 19, 2024

Após polêmicas internas, PL decide que vai ter candidato próprio na disputa pela Prefeitura de Manaus

A informação foi confirmada pelo deputado Delegado Péricles, nessa quinta-feira (23)

Por

Depois do cenário político acompanhar a briga interna do Partido Liberal do Amazonas, a sigla decidiu que vai lançar uma candidatura própria para as eleições municipais, em 2024. A informação foi compartilhada pelo deputado estadual Delegado Péricles (PL), em entrevista para um veículo de comunicação, nessa quinta-feira (23).

Como noticiou O Convergente, o PL passava por um momento delicado entre seus filiados por conta da briga entre o deputado federal Alberto Neto e o ex-candidato ao Senado Alfredo Menezes. Na época, Menezes chegou a ser expulso do PL.

Segundo fonte dos bastidores, a discussão entre eles se iniciou por causa do desejo de ambos em serem candidatos à prefeito do partido nas eleições. Em 2020, ambos disputaram a Prefeitura de Manaus, no entanto, em siglas opostas.

A declaração do deputado ocorre após uma reunião de lideranças do PL com o presidente da sigla Alfredo Nascimento, em Brasília, e em um encontro entre o próprio deputado com o presidente do PL nacional, Valdemar Costa Neto e o ex-presidente do Brasil Jair Bolsonaro.

Apesar de destacar que o PL vai disputar as eleições municipais, o deputado ressaltou que o nome que deve concorrer à Prefeitura de Manaus ainda não está definido.

“O que ficou acertado, por parte dos presidentes Bolsonaro e Valdemar Costa Neto, é que o PL em Manaus terá candidato majoritário. A ideia do partido é fazer mais de mil prefeitos nas cidades do Brasil”, revelou o deputado.

Briga interna

Em agosto deste ano, Coronel Menezes e Capitão Alberto Neto protagonizaram uma briga que saiu das instalações do PL e repercutiu em todo o cenário político amazonense.

Na época, Menezes chamou o deputado federal de “Judas”, por ele votar contra a reforma tributária. Por sua vez, Alberto Neto alegou que o posicionamento na votação foi uma orientação do ex-presidente Bolsonaro, porém a briga já havia tomado conta.

Menezes acabou sendo expulso do PL em Manaus, que tem como presidente o deputado Alberto Neto. Em entrevista ao programa “Debate Político”, o ex-candidato ao Senado afirmou que o deputado federal se vendeu para os caciques políticos e, por isso, o tirou do partido.

Em comentário sobre a briga, Alberto Neto afirmou que conversou com o ex-presidente Bolsonaro, que o apoiou e disse que ele deveria fazer o que tinha que ser feito.

Leia mais: Partido Liberal do AM é intimado pelo TRE para justificar irregularidades em prestação de contas

___

Da Redação

Revisão textual: Vanessa Santos

Ilustração: Giulia Renata Melo

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -