25.3 C
Manaus
sexta-feira, julho 12, 2024

Moraes suspende temporariamente o porte de armas de fogo no DF a pedido da equipe de Lula

Restrição passa a valer já nesta quarta-feira, 28/12, a partir das 18 horas e vai até a segunda-feira, 2/1, e atinge colecionadores, atiradores e caçadores. A medida visa aumentar a segurança para a cerimônia de posse do presidente eleito, no domingo, 1º/1

Por

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, suspendeu temporariamente as autorizações de porte e transporte de armas de fogo e de munições em todo o território do Distrito Federal. A medida veio logo após a equipe de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), fazer o pedido ao Supremo e visa aumentar a segurança para a cerimônia de posse do petista, que acontece no domingo, 1º/1, em Brasília.

A restrição passa a valer já nesta quarta-feira, 28/12, a partir das 18 horas e vai até a segunda-feira, 2/1, e atinge colecionadores, atiradores e caçadores.

De acordo com a decisão de Moraes, quem desrespeitar a determinação nesse período deverá ser autuado em flagrante por porte ilegal de arma.

Ameaças – A suspensão ocorre quatro dias após o bolsonarista George Washington de Oliveira Sousa, de 54 anos, ser autuado em flagrante por terrorismo.

Ele confessou ter montado um artefato explosivo que foi instalado em um caminhão de combustível, perto do Aeroporto de Brasília, no sábado, 24/12.

Em depoimento aos policiais, o homem disse que o ato foi planejado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que estão acampados em frente ao Quartel-General do Exército, em Brasília.

O grupo protesta contra o resultado das eleições presidenciais, da qual Luiz Inácio Lula da Silva (PT) saiu vitorioso, e pede a intervenção do Exército para impedir a posse do petista.

No apartamento onde Sousa foi encontrado pela polícia foi apreendido um arsenal

Antes, no dia 12 de dezembro, bolsonaristas radicais atacaram um prédio da Polícia Federal, em Brasília, em protesto contra a prisão de um apoiador do presidente. Depois, deflagraram uma série de atos de vandalismo no centro da cidade.

Carros e ônibus foram danificados e incendiados e houve confronto com a Polícia Militar.

Decisão de Moraes – A suspensão do porte e transporte de armas no Distrito Federal atendeu a um pedido da Polícia Federal.

Na terça, 27/12, o futuro ministro da Justiça, Flávio Dino, afirmou que a equipe de Lula havia pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão do porte de arma no DF.

O objetivo, segundo Dino, é aumentar a segurança para a posse de Lula.

 

Da Redação com informações g1

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -