27.3 C
Manaus
quarta-feira, maio 22, 2024

Roraima: Secretaria de Saúde contrata empresas do Ceará e Rio Grande do Norte para fornecer alimentações por quase R$ 36 milhões

Valor global da licitação é de R$ 35.984.590,08 milhões, sendo que R$ 379.056,00 vai para a empresa ISM Gomes. O restante, R$ 35.605.534,08 milhões, vai para a empresa MeioDia Refeições

Por

A Secretaria Estadual de Saúde de Roraima, comandada por Cecília Lorezom, vai gastar mais de R$ 35,9 milhões dos cofres públicos do estado, com a contratação de duas empresas para realizar serviços de preparo e distribuição de alimentos, por meio do Pregão Presencial Nº 118/2021, conforme consta no Diário Oficial do Estado de Roraima (DOE-RR), publicado no dia 3 de agosto.

As empresas contratadas são a ISM Gomes de Mattos Eireli, (04.228.626/0001-00), com sede em Fortaleza, no Ceará, e a MeioDia Refeições Industriais Ltda, instalada no município de Parnamerim, no Rio Grande do Norte, que prestarão o serviço nas unidades de saúde da capital Boa Vista, bem como nas localizadas nos municípios do interior.

“Serviços de preparo e distribuição de alimentação, incluindo transporte, para atender pacientes, acompanhantes, servidores e doadores de sangue; e de preparo e distribuição de fórmulas infantis para recém-nascidos de modo ininterrupto, visando atender as Unidades da Saúde da Capital e Interior do Estado”, cita trecho da publicação.

O valor global da licitação é de R$ 35.984.590,08 milhões, sendo que R$ 379.056,00 vai para a empresa ISM Gomes. O restante, R$ 35.605.534,08 milhões, vai para a empresa MeioDia Refeições.

Denúncia – Nomeada pelo governador do estado, Antonio Denarium (PP), e conforme denúncia, desde 2020, Cecília Smith Lorezom recebe salários em dois cargos comissionados do Governo de Roraima. Atualmente, ela possui remuneração como titular da Sesau e também como conselheira administrativa da Companhia Energética de Roraima (CERR), de onde deixou a presidência em janeiro deste ano.

Conforme consulta ao Portal da Transparência do Governo, de abril de 2020 a janeiro deste ano, ela já recebeu o total de R$ 637.312,50.

Desse montante, R$ 509.850,00 são referentes aos vencimentos como presidente da CERR e R$ 127.462,50 como conselheira da mesma autarquia, sem contar com 13º salário nos quase dois anos. O salário mensal de secretária era de R$ 23.175,00 e de conselheira R$ 5.793,75.

Reajuste de R$ 500 mil – A secretária de Saúde, Cecília Lorezon, já foi nomeada duas vezes para o cargo somente na gestão do governador Antonio Denarium (PP). Na pasta, realizou diversas licitações milionárias e até reajuste expressivo em contratos.

Recentemente, Cecília aumentou em mais de meio milhão de reais o valor do contrato com uma empresa de táxi aéreo. O contrato era de R$ 3.533.248,35, mas a secretária de Saúde aumentou para R$ 4.091.854,91, um reajuste de 15,81% que corresponde a R$ 558.606,56.

Da Redação

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -