25.3 C
Manaus
sábado, maio 25, 2024

Bastidores: Marcos Rotta nega especulação sobre ser candidato a vice-governador na chapa de Braga

Marcos Rotta disse que não tem como fazer palanque para Lula no Amazonas, uma vez que o partido dele, o PP, irá apoiar Bolsonaro. Outros dois nomes também são especulados para compor chapa com Eduardo Braga na corrida eleitoral deste ano, sendo o da pré-candidata a deputada federal Anne Moura, e do ex-senador João Bosco, ambos do PT

Por

A corrida pelo nome de um candidato a vice-governador em uma eleição nunca foi tão publicizada no Amazonas como tem sido ao longo de 2022, ano das Eleições Gerais. Um dos casos é o do senador Eduardo Braga (MDB), que ainda não definiu quem será seu vice nessa corrida eleitoral, mesmo com convenção partidária marcada para o próximo dia 5 de agosto. Porém, nos bastidores da política circularam informações de que o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta (PP), seria o nome para compor esta chapa. Ao O Convergente, Rotta negou essa informação.

Em conversa com O convergente na manhã desta quarta-feira, 3/8, Marcos Rotta colocou um ponto final nas especulações, afirmando que não tem a possibilidade de compor chapa com Eduardo Braga nas eleições deste ano ao Governo do Amazonas. Outro ponto destacado por Rotta é que não teria como fazer palanque para o candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Amazonas, que já declarou apoio a Braga, uma vez que a sua legenda, o partido Progressistas (PP), vai apoiar à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Não existe a possibilidade de eu ser vice do Eduardo Braga. O meu partido é presidido pelo ministro chefe da Casa Civil do Bolsonaro [senador licenciado Ciro Nogueira], e como é que eu vou tirar o partido de Bolsonaro e vou levar para o palanque do Lula?”, indagou Rotta afirmando que não houve nenhuma declaração por parte dele e nem do senador Eduardo Braga a respeito de Rotta ser seu vice-governador.

Rotta prosseguiu desmentindo qualquer informação de que possa ser vice-governador de Braga e disse que tudo o que tem se falado são “coisas plantadas”.

“Essas coisas não existem. Então isso é coisa plantada para fazer discórdia, para fazer intriga. As pessoas, antes de postar alguma coisa, tem que primeiro medir a veracidade do que se está se falando. Não existe a mínima possibilidade de eu ser vice de Eduardo Braga. Zero, menos zero. Não tem chance alguma do partido que dá sustentação ao presidente Bolsonaro, que fez sua convenção na semana passada e que vai marchar junto com o PL sair do arco de alianças do Bolsonaro e ir para o palanque do Lula. Não existe isso aí, isso nunca existiu”, ressaltou Rotta.

Rotta também disse que a sigla não terá candidaturas a deputado estadual e federal por conta da quantidade de votos que serão necessários para o lançamento destas vagas, que são de aproximadamente 250 mil. “Não posso ser candidato a deputado estadual porque a presidência anterior não fez chapa para deputado estadual e muito menos para deputado federal que precisa aí de uns 250 mil votos”, disse.

Apoio e convenção – O vice-prefeito de Manaus afirmou, ainda, que a sigla no Amazonas vai marchar com o governador Wilson Lima (União Brasil), e na sexta-feira, 5 /8, será realizada a convenção do PP, na sede do partido localizada no Parque das Laranjeiras, na zona Centro-Sul de Manaus.

Outros nomes – Ainda na busca pelo vice-governador, tem se cogitado nos bastidores da política, mais dois nomes para compor com o senador Eduardo Braga, que são o do ex-senador João Pedro e da Secretária Nacional de Mulheres, Anne Moura, ambos do PT.

Disposição do PT – O Convergente entrou em contato com a assessoria de Anne Moura e João Pedro. A assessoria de Anne informou que ela continua como pré-candidata a deputada federal, mas está à disposição do partido.

“Se a Nacional pedir para que ela seja vice ela será, com o objetivo de ajudar Lula no palanque do Estado. O nome dela segue à disposição. A decisão do vice, será feita a partir da articulação da Federação Brasil da Esperança, junto ao senador Eduardo Braga”, diz a nota.

Sem retorno – Já João Pedro não respondeu às mensagens a respeito desta possibilidade até a publicação desta matéria.

Indefinido – A assessoria do senador afirmou que só na convenção partidária é que será feita a comunicação do nome do candidato a vice-governador. A convenção do MDB está marcada para esta sexta-feira, 5/8, a partir das 9h, no espaço Copacabana Chopperia, na zona Oeste de Manaus.

 

Da Redação

Fotos: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -