26.3 C
Manaus
terça-feira, abril 23, 2024

Lula convida Janones pelas redes sociais para conversa política

Embora os dois candidatos a presidente tenham demonstrado vontade em conversar sobre o cenário político brasileiro, ainda não há data marcada para o encontro

Por

Os candidatos à Presidência da República nas eleições deste ano, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e André Janones (Avante), pretendem conversar sobre o cenário eleitoral. O convite partiu de Lula por meio do Twitter e nesta sexta-feira, 29/7, o candidato do Avante respondeu ao convite.

No Twitter, o deputado federal mineiro disse que alguns presidenciais não aceitaram conversar com ele, e que Lula foi o único a fazer o convite e então decidiu aceitar.

“[Jair] Bolsonaro me bloqueou, Ciro [Gomes] não aceitou encontrar comigo, [Simone] Tebet ignorou por completo minha existência, enquanto aquele que lidera as pesquisas pediu publicamente para conversar comigo. Humildade e democracia andam lado a lado. Convite aceito. Vamos conversar, Lula”, escreveu Janones em seu perfil.

Lula, de imediato respondeu ao tuítes de Janones: “Combinado. Política se faz com diálogo e juntando pessoas pelo bem comum. Vou te ligar”, anunciou Lula.

Possível aliança – A possibilidade de composição entre os dois havia sido noticiada horas antes, no fim da tarde de quinta-feira, quando Janones se apresentou nas redes sociais como um candidato para ‘defender a democracia brasileira que estaria em risco’. Na publicação, ele citou a fome que assola o País e a necessidade de um auxílio permanente de 600 reais.

Ao responder ao post, Lula escreveu: “Fico feliz. Essa também é a causa que me motiva na política, estamos juntos nisso. Vamos conversar”.

Conforme publicou o petista, o contato inicial para a composição entre os dois deve ser feito por telefone. Informações publicadas até o momento dão conta de que Gleisi Hoffmann, presidenta do PT, deve ainda intermediar uma conversa mais profunda entre eles. Ela e Janones são colegas de Parlamento.

Sinalização – Há dias, Janones, que já foi petista entre 2003 a 2012, vem sinalizando simpatia pelo ex-presidente. Inicialmente, em entrevista ao site Brasil de Fato, no sábado 23/7, ele revelou que, apesar das críticas, estará no palanque de Lula em caso de segundo turno contra Jair Bolsonaro (PL).

Da Redação com informações da Carta Capital

Fotos: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -