25.3 C
Manaus
terça-feira, maio 28, 2024

Ações de Romero Jucá ajudaram a desenvolver a agricultura em Roraima

Em suas redes sociais, o presidente do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e pré-candidato ao Senado, Romero Jucá, publicou um vídeo da série "Legados", nessa quinta-feira, 28/7, onde conta que ajudou no crescimento dos pequenos produtores no estado quando esteve à frente do Governo de Roraima e também no Senado Federal

Por

Mais de três mil hectares são cultivados pela agricultura familiar em Roraima, um setor que movimentou mais de R$ 7 milhões em 2021, segundo dados divulgados pelo Governo do estado. A atividade no estado roraimense conta com o apoio do pré-candidato ao Senado no pleito deste ano, Romero Jucá (MDB).

Em suas redes sociais, Jucá publicou um vídeo da série “Legados”, nessa quinta-feira, 28/7, onde conta que ajudou no crescimento dos pequenos produtores de Roraima quando esteve à frente do Governo de Roraima e também no Senado Federal.

Enquanto governador do estado, o presidente do Movimento Democrático Brasileiro de Roraima (MDB-RR) criou ações como o projeto Juquira. Assim, os produtores tinham a assistência técnica, os insumos, além de apoio com tratores e outros equipamentos.

Os resultados foram positivos e ajudaram a desenvolver polos de produção como as Vilas de Mucajaí, por exemplo. Já em Caracaraí, Jucá construiu a usina de calcário. Desta forma, as pedras chegavam pelo Rio Branco, eram moídas e, em seguida, distribuídas para os pequenos produtores de todo o estado, conforme conta o ex-prefeito da cidade, Antônio Reis.

“Eu trabalhei na Usina e a gente empregava muitas pessoas ali. Na época, o Governo [de Roraima] fazia o calcário chegar a todos os pequenos produtores do nosso estado. Então, isso era muito importante para a produção”, relembra Reis.

Agricultura e a história da soja – Ainda à frente do Governo de Roraima, Romero Jucá trouxe a cultura da soja para o estado. A Embrapa definiu a melhor semente para Roraima. Porém, para fazer o plantio na época certa, o então governador montou uma grande operação.

“Nós tivemos que buscar as sementes de avião. Então, nós alugamos um cargueiro e assim, as primeiras sementes de soja chegaram aqui”, destaca Jucá.

No primeiro ano, cerca de 10 produtores fizeram parte do projeto. Em 1990, Roraima fez a primeira colheita de soja. À época, o ato teve a presença do então presidente da República, José Sarney.

“Com isso, a gente criou um marco da soja em Roraima. Desde então, a soja é um dos principais produtos de exportação do nosso estado. Com ela, Roraima gera renda para os grandes e pequenos produtores”, frisa o pré-candidato ao Senado.

Conquistas no Senado – Já no Senado Federal, Romero Jucá destacou que seguiu trabalhando pela agricultura de Roraima. Ele ajudou, por exemplo, na transferência das terras da União para o estado e simplificou a Lei de Regularização Fundiária. Por outro lado, ajudou a liberar o cultivo de algodão transgênico e apoiou o combate à mosca da carambola.

Da mesma forma, Jucá trouxe os recursos para as prefeituras investirem na compra de tratores e na recuperação de estradas vicinais. Além de colaborar com os programas de apoio aos produtores.

“Eu ajudei a manter a Conab no estado, na época em que o Governo Federal queria acabar com o órgão. Depois, apoiei vários programas como o PAA e o Compra Direta. Com eles, o produtor tem a garantia de vender os seus produtos. Ou seja, ter a renda da sua família”, ressalta Romero.

Parceria com Teresa – Em 2017, a pré-candidata ao Governo de Roraima pelo MDB, Teresa Surita, criou a Secretaria Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas. A maior ação da pasta foi o Plano Municipal do Desenvolvimento do Agronegócio, o PMDA.

Com o programa, a Prefeitura de Boa Vista levou a assistência técnica para mais de 500 produtores da capital. Assim, eles tiveram o apoio com os insumos e o maquinário.

“Eu acredito no agro e já mostrei isso na Prefeitura de Boa Vista. A diferença é que a gente não abandona o produtor. Isso significa mais comida na mesa das famílias, a abertura de novos mercados e mais renda no campo”, comenta Surita.

Romero Jucá também é parceiro nesta ação. Com os recursos trazidos por ele, a Prefeitura de Boa Vista comprou novos equipamentos como os tratores de última geração. Assim, os produtores da capital têm mais de 50 máquinas à disposição.

“O trabalho de Boa Vista é um exemplo do que pode ser feito em todo o estado. Hoje, o produtor do interior está abandonado, mas se ele tiver o mesmo apoio que o pequeno produtor da capital teve, eu não tenho dúvidas de que ele vai crescer e, claro, vai criar melhor a sua família”, conclui Romero Jucá.

Clique aqui para saber mais sobre esse trabalho.

—-

Da Redação com informações da assessoria de imprensa
Fotos: Divulgação/Assessoria

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -