27.3 C
Manaus
segunda-feira, julho 22, 2024

Arthur Neto afirma estar ‘firme e forte’ na disputa das prévias presidenciais do PSDB

Contrapondo informações veiculadas em um jornal de circulação nacional, o presidente do PSDB-Amazonas, Arthur Virgílio Neto afirmou que não há nenhum impedimento ou entrave à sua candidatura às prévias do partido à presidência da República

Por

O presidente do PSDB-Amazonas, ex-senador e ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, afirmou nesta quinta-feira, 29/7, que sua pré-candidatura às prévias do partido para presidente da República “está firme e forte”. Virgílio confirmou que não há nenhum impedimento ou entrave à sua candidatura, como afirmou a reportagem de um jornal de circulação nacional.

“Sou conhecedor de todas as regras, trabalhei junto aos meus companheiros para consolidá-las e não vejo qualquer ameaça. Estou firme e forte na luta e só a abandonarei para abraçar outra: a da candidatura que o PSDB, entre filiados, dirigentes e parlamentares, escolher nas prévias de novembro para disputar a presidência da República”, afirmou o pré-candidato.

Arthur destacou que foi convidado pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo, para concorrer às eleições internas e articular entre os outros três pré-candidatos – os governadores de São Paulo e Rio Grande do Sul, João Dória e Eduardo Leite, respectivamente, e o senador pelo Ceará, Tasso Jereissati – uma proposta convergente para as regras que regerão as prévias, a partir da proposta da Comissão.

As regras das prévias foram aprovadas em reunião da Executiva Nacional em 26 de junho e, entre os vários aspectos, ficou definido que cada candidato inscrito deverá passar pelo crivo da bandada do PSDB no Congresso e obter, no mínimo, o aval de 1/3 dos deputados federais e senadores do partido. A medida não visa inibir candidaturas, mas disciplinar o tamanho das prévias.

O PSDB tem 33 deputados federais e 7 senadores, o que significa que cada candidato inscrito deverá ter o aval de, no mínimo, 11 deputados e 3 senadores.

“O que ficou acertado é que os inscritos deverão ter o aval da bancada e isso não é excludente, ou seja, um congressista que validar a inscrição de um candidato pode validar todas que ele considerar justas. Não significa apoio, mas apenas a validação do processo”, explicou Arthur Virgílio.

A Executiva também aprovou, com anuência dos diretórios estaduais, que todos os candidatos que obtenham o aval da bancada federal, terão suporte financeiro para a realização da campanha, por meio do Fundo Partidário. O PSDB tem 1,3 milhão de filiados, 520 prefeitos, 4.372 vereadores, 72 deputados estaduais, 33 deputados federais e 7 senadores.

— —

Com informações da assessoria de imprensa

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -