29.3 C
Manaus
quarta-feira, junho 12, 2024

Médica amazonense Adele Benzaken assume direção do Instituto Leônidas, da Fiocruz

Amazonense de Manaus, Adele tem uma trajetória profissional inteiramente dedicada à Saúde Pública, sempre marcada pelo estímulo à construção, consolidação e efetivação do SUS. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas, em 1978

Por

O Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD), braço da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na Região Norte, elegeu na última segunda-feira, 3/5, através de um pleito virtual, a médica Adele Schwartz Benzaken para gerir a instituição pelo próximos quatro anos.
Amazonense de Manaus, Adele tem uma trajetória profissional inteiramente dedicada à Saúde Pública, sempre marcada pelo estímulo à construção, consolidação e efetivação do SUS. Formou-se em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas, em 1978, e concluiu doutorado na própria Fiocruz Amazônia/Escola Nacional de Saúde Pública, em 2009.

Além de representar um nome que reúne respeitabilidade, experiência, capacidade profissional e profundo conhecimento das particularidades de nossa região, Adele adquiriu vasto prestígio internacional após décadas de visibilidade por ações em diversos países, o que lhe rendeu o convite para trabalhar na Aids Healthcare Foundation (AHF) como diretora médica do Programa Global dessa organização internacional.

Em sua plataforma de trabalho para o ILMD, Adele se comprometeu em desenvolver uma gestão participativa e democrática, envolvendo todas as áreas da instituição no sentido de promover e dar visibilidade de suas ações para a sociedade através da implantação de um programa de divulgação científica. Com a busca de alternativas para suprir a necessidade de recursos humanos, otimizando programas disponíveis no Governo Federal e elaborando parcerias com órgãos locais.

Além de promover a melhoria do ambiente de trabalho e a renovação do parque tecnológico, aprimorando a segurança das informações produzidas no ILMD e garantindo condições adequadas para que o usuário interno possa desenvolver suas atividades.

Nas áreas de Ensino/Pesquisa, a nova diretora tem planos de criar um programa de interiorização da educação permanente voltada para os profissionais do SUS; melhorar o suporte administrativo à pós-graduação strictu sensu com vistas à interiorização; contribuir no aprimoramento nas políticas públicas de Ciência, Tecnologia e Saúde, particularmente no cenário pós-COVID no AM; assegurar a propriedade intelectual; e aumentar a captação de recursos privados por meio de fundos específicos (CAPDA) para o desenvolvimento de pesquisas no âmbito do ILMD por meio do fortalecimento do Núcleo de Inovação Tecnológica, dentre outras ações.

“É uma honra participar da equipe do ILMD e me comprometo em desenvolver uma gestão à altura do tamanho da casa que tanto orgulha a todos nós, brasileiros e amazônidas, que é a Fiocruz”, afirmou.

— —

Com informações da assessoria de imprensa

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -