29.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

‘Esse título é um reconhecimento da parceria do Governo Federal com o Amazonas’, disse o presidente Jair Bolsonaro’

O presidente recebeu nesta sexta-feira o título de Cidadão do Amazonas, concedido pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas

Por

“Esse título é muito bem-vindo. Estou muito orgulhoso do mesmo”, declarou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ao receber nesta sexta-feira, 23/4, o título de Cidadão do Amazonas, durante a solenidade de inauguração da segunda etapa do Centro de Convenções Vasco Vasques.

A honraria foi entregue pelo governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) e pelos deputados estaduais Roberto Cidade (PV), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), e Delegado Péricles (PSL), autor do projeto de lei que concedeu a honraria ao presidente.

Na ocasião, Bolsonaro declarou que a concessão do título a ele é um reconhecimento da parceria entre o Governo Federal, o Amazonas e a cidade de Manaus.

“Esse título é muito bem-vindo. Estou muito orgulhoso do mesmo. Até pelo momento que atravessa o Brasil e pelo momento em que passou o nosso Estado. Numa situação que onde ninguém esperava que fosse acontecer. Então esse título é um reconhecimento da grande maioria da Aleam, da parceria que tem o Governo Federal com o Estado do Amazonas e com a cidade de Manaus”, pontuou o presidente da República.

Bolsonaro ainda agradeceu a indicação da propositura. “Muito obrigado deputado Péricles, Assembleia Legislativa e essa população toda, a qual nós devemos lealdade absoluta”, finalizou.

Autor do projeto – O deputado estadual Delegado Péricles falou ao portal O Convergente que diversas ações justificam a concessão do título de Cidadão do Amazonas ao presidente Jair Bolsonaro. Segundo o deputado, agora o compromisso do presidente com o povo do Amazonas, que já era real, ficou mais fortalecido.

“Nosso Estado tem agora o presidente da República como cidadão. Não é um gestor qualquer, mas sim alguém que tem demonstrado preocupação e ações efetivas pelo nosso Amazonas. Tem direcionado não só recursos, mas tem travado batalhas para concretizar sonhos antigos, como o caso da BR-319. A revitalização e construção da estrutura portuária no interior, o envio de bilhões de reais em auxílio emergencial, o investimento para fortalecimento da segurança pública e de fronteira”, destacou.

Voto contrário – Ao O Convergente, o deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), único voto contrário ao projeto de concessão do título ao presidente, enfatizou que a visita de Jair Bolsonaro a Manaus é inoportuna e inconveniente, especialmente em um momento em que a pandemia causou muitas mortes pela falta de oxigênio e por omissões do Governo Federal.

“Na hora que era para ele comprar vacina para salvar a vida dos brasileiros ele se omitiu. Já morreram mais de 380 mil brasileiros por conta dessa omissão”, disse.

Serafim Corrêa também fez críticas a participação do presidente na Cúpula do Clima e à presença de Bolsonaro na inauguração de uma obra que teve sua primeira etapa concluída na gestão dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Michel Temer.

“Ele, que deveria defender a Amazônia, fica contra, dizendo que não tem queimadas na Floresta Amazônica, negando todas as evidências científicas e tecnológicas. Ele não fez nada por merecer. Depois vem a Manaus inaugurar uma obra que foi feita pela Dilma e pelo Temer, não por ele. Bolsonaro está fazendo caridade com o chapéu dos outros. Por isso eu votei contra e continuarei a votar contra o presidente Bolsonaro”, ressaltou o parlamentar.

Manifestações – O Partido Socialismo e Liberdade – Diretório Estadual do Amazonas (Psol) tentou até o último minuto evitar que o título fosse entregue a Bolsonaro. O partido ingressou com um pedido de liminar no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) contra o Estado do Amazonas e à Aleam para que fosse impedida a concessão do título de Cidadão Amazonense ao presidente da República.

O juiz plantonista Francisco Carlos Gonçalves de Queiroz, porém indeferiu o pedido, ressaltando que a concessão do título consta entre as competências e atividades do Poder Legislativo.

“Vivemos em uma democracia. Todos têm direito posicionar-se contra ou a favor de determinadas ações. O que não pode faltar é respeito à decisão da maioria sempre. O presidente Jair Bolsonaro foi legitimamente eleito, é o presidente do país”, declarou o deputado Delegado Péricles sobre as manifestações.

 

Por Lana Honorato
Foto: José Zamith

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -