25.3 C
Manaus
sexta-feira, julho 12, 2024

“David não segue a mesma linha dos prefeitos mais conectados”, afirma analista na série ‘Na tela do eleitor: Análise das estratégias de marketing dos pré-candidatos em 2024’

Segundo Rodrigo Gadelha, especialista em gestão de campanhas de Big Data, o atual prefeito apresenta uma comunicação política tradicional, acostumado com as mesmas práticas e com falta de posicionamento

Por

Atual prefeito de Manaus pelo partido Avante, David Almeida tem procurado se aproximar cada vez mais dos seguidores e simpatizantes em suas redes sociais. Com 250 mil seguidores no Instagram, Almeida é o terceiro pré-candidato da série ‘Na tela do eleitor: Análise das estratégias de marketing dos pré-candidatos em 2024’.

Chefe do executivo municipal, David Antônio Abisai Pereira de Almeida tem intensificado e compartilhado cada vez mais sua rotina neste período de pré-campanha ao pleito municipal deste ano, inclusive abrindo caixinhas de perguntas ‘Fala David’ para responder às diversas dúvidas e questionamentos dos manauaras em seu perfil oficial.

Uma das perguntas foi de um seguidor que questionou David sobre as dívidas da Prefeitura. ‘A Prefeitura de Manaus realmente está endividada? Chegou a hora de esclarecer esta questão para vocês’, diz David na legenda.

Na análise do especialista em marketing Rodrigo Gadelha, as redes de David Almeida não se comportam como as redes de prefeitos que são referência nacional. O conteúdo já aborda a rotina de quem está com a caneta, porém ainda busca uma forma de atrair a atenção do eleitor para a política.

“David não segue a mesma onda dos prefeitos mais conectados e tampouco criou uma identidade digital forte o suficiente para conquistar o principal público, que pode determinar sua chance de reeleição no pleito deste ano”, aponta Gadelha.”

Ao traçar o perfil do prefeito de Manaus, Rodrigo, que também é especialista em gestão de campanhas de Big Data, observa que o atual prefeito apresenta uma comunicação política tradicional, acostumado com as mesmas práticas e com falta de posicionamento.

“Isso explica a busca por engajamento através de investimentos em mídia paga. Só na semana passada, segundo a biblioteca de anúncios da Meta, David Almeida investiu cerca de R$ 23.871, contabilizados ao longo de sete dias, de 30 de junho a 6 de julho de 2024.”

De acordo com o especialista, David, apesar de jovem, tem uma “comunicação convencional que não aproveita a desenvoltura que possui para se expressar”. O político, como ele gosta de deixar bem claro em suas falas, “parece não mais representar o bairro onde residiu”.

O feijão com arroz do prefeito manauara se acostumou a cumprir apenas a rotina do dia a dia, perdendo muitas oportunidades. “David, que tem a máquina na mão, parece depender apenas disso para oferecer ao eleitor motivos para escolher a continuidade administrativa de sua gestão”.

As campanhas eleitorais são tradicionalmente caras, envolvendo altos custos com publicidade em TV, rádio e impressos. As redes sociais, por outro lado, oferecem uma alternativa mais econômica. Criar e promover conteúdos em plataformas digitais é significativamente mais barato e, muitas vezes, mais eficaz em termos de alcance e engajamento.

Mesmo campanhas com orçamentos limitados podem beneficiar-se das redes sociais, utilizando estratégias de marketing orgânico e conteúdo viral para maximizar a visibilidade. O analista que trabalhou em campanhas como a de Thammy Miranda em 2020 argumenta que “A interação de David, que poderia ser seu ponto forte, perdeu-se no mar de agendas. Isso não é totalmente ruim, pois vem mostrando entregas. Mas David sempre teve uma ligação com o povo através de lives, e poderia explorar mais essa conexão para se aproximar mais das pessoas, mostrando os bons resultados de suas entregas”, descreveu.

Ao virar a chave no período eleitoral, “as estratégias de acordo com o calendário do gestor precisam ser estratégicas para dar um tom de criatividade e elencar os motivos que levarão o prefeito à vitória. Até porque a batalha é acirrada, tendo um perfil de juventude e militância digital”, conclui Rodrigo Gadelha, publicitário e marqueteiro político ao avaliar as métricas do perfil do prefeito no meta.

Nas redes sociais do Avante Amazonas, Marcelo Vitorino, consultor em Marketing político para campanhas, participou de reuniões e treinamentos com 250 pré-candidatos que compõem o arco de aliança para as eleições municipais deste ano em Manaus e no interior do estado, o que possivelmente poderá trabalhar na pré-campanha e campanha do prefeito no pleito.

Histórico político

David Almeida foi deputado estadual por três mandatos consecutivos, sendo eleito pela primeira vez em 2006. O segundo mandato foi em 2010 e o terceiro em 2014. Em dezembro de 2016, foi eleito presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas para o biênio 2017/2018.

Em 2017, Almeida foi governador interino do Amazonas após a cassação de José Melo de Oliveira e seu vice pelo Tribunal Superior Eleitoral. Ele permaneceu por 149 dias como chefe do executivo estadual.

Nas eleições de 2018, Almeida foi candidato ao Governo do Estado do Amazonas, ficando em terceiro lugar. Em 2020, foi candidato à prefeitura de Manaus pela primeira vez e foi eleito com 51,27% dos votos (466.970 votos) no segundo turno.

Entramos em contato com Marcelo Vitorino por DM no Instagram para tratar das estratégias do Avante e da possibilidade de sua atuação no período eleitoral do pré-candidato David Almeida. O Convergente também procurou a equipe de pré-campanha do prefeito. Ambos não responderam às demandas.

Ilustração: Marcus Reis

Leia mais: ‘Na tela do eleitor: Análise das estratégias de marketing dos pré-candidatos em 2024’: “Capitão Alberto Neto, uma direita conservadora à procura de um avanço digital nas eleições”, diz especialista

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -