29.3 C
Manaus
domingo, junho 23, 2024

‘Troca-troca’ e incertezas: PDT declara apoio a Marcelo Ramos e ‘abandona’ Roberto Cidade no meio do caminho

O apoio do PDT a pré-candidatura de Marcelo Ramos (PT) foi anunciado neste sábado (1º). Segundo Luiz Castro, por recomendação do ministro Carlos Lupi, presidente nacional da legenda

Por

Ainda nem bem começou a corrida eleitoral para o pleito municipal em 2024, na capital amazonense, e as famosas “pernadas” no game político já começaram a acontecer. Isso porque neste sábado (1º), o Partido Democrático Trabalhista (PDT), comandado municipalmente pelo engenheiro Machadão e no regional por Luiz Castro anunciou uma nova aliança, só que desta vez, em apoio ao ex-deputado federal Marcelo Ramos, pré-candidato pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

A legenda, que há algum tempo está sem representantes nas Casas Legislativas, tanto na municipal (CMM) quanto na estadual (Aleam), “abandonou” a aliança que havia feito com o Partido União Brasil em abril deste ano, que tem como pré-candidato à Prefeitura de Manaus, o deputado Roberto Cidade, para seguir com o candidato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no caso Ramos.

O “troca-troca” de apoios parece demonstrar que havia uma grande “incerteza” dentro do PDT a quem verdadeiramente “dar as mãos” para o pleito deste ano, mas que agora com um “empurrãozinho” de Lupi, chegaram a um denominador comum. Se esta decisão é certa ou duvidosa somente as urnas poderão dizer.

‘Troca-troca’

Essa não é a primeira vez que o PDT “desfaz” uma aliança para 2024. Primeiro, o médico Israel Tuyuka seria o pré-candidato da legenda; após isso, o partido andou flertando com o prefeito David Almeida (Avante); após com Roberto Cidade e agora garante apoio a Ramos.

Questionado se houve alguma imposição pela Executiva Nacional, Luiz Castro disse que não foi uma imposição, mas uma recomendação firme do ministro Lupi. “Não houve uma imposição, no sentido de dar uma ordem. Houve uma orientação, uma recomendação e claro, uma recomendação bem firme do ministro Lupi em relação a isso. Então houve de fato uma recomendação dele e do próprio partido em nível nacional”, comentou.

Vale ressaltar que Carlos Lupi é ministro no governo de Lula, que lançou no apagar das luzes a candidatura de Marcelo Ramos, sobrepondo até mesmo o nome de Anne Moura, que vinha como forte nome dentro do PT, em Manaus.

Luiz Castro, que perdeu as eleições disputadas para o Senado em 2020 e 2024, e que também seria um forte nome no PDT, vai buscar vaga na Câmara Municipal, como vereador.

‘Caminho duro’

Ao “abandonar” a pré-candidatura do deputado Roberto Cidade pelo meio do caminho, o PDT pode correr um grande risco: o de continuar sem ter representantes na CMM.

Isso porque o PDT abre mão, de certa forma, de ter o apoio de uma legenda forte, que tem o governador Wilson Lima como líder, e que poderia conceder um maior apoio para eleger candidatos do PDT para vereança, em Manaus.

Agora, o PDT pode ter um “longo e duro caminho a perseguir”, com o apoio declarado a Ramos, por conta de imbróglios com o eleitorado manauara, que demonstrou uma certa rejeição ao PT, nas eleições passadas (2022), e até mesmo com candidatos que se posicionaram como sendo de esquerda.

Democracia

“A decisão do PDT foi uma recomendação nacional, mas avalizada pela direção municipal de Manaus e pela esmagadora maioria dos pré-candidatos a vereador, tanto que hoje eu tive um almoço com mais de 40 pré-candidatos a vereador e vereador pelo PDT. Eu fico muito feliz com esse gesto do PDT, não só porque isso fortalece a ideia de unidade do campo de apoio ao presidente Lula e um campo popular progressista e democrático na cidade de Manaus. Isso fortalece muito a nossa candidatura e de que estamos no caminho certo”, ressaltou Ramos.

Nota

Nas redes sociais, o PDT Amazonas explicou que atendeu uma decisão da nacional, após reunião com Carlos Lupi, presidente da legenda e demais candidatos a vereadores de Manaus.

“A direção do Partido Democrático Trabalhista (PDT/AM) se reuniu, neste sábado (1°/06), com os pré-candidatos(as) a vereador(a) em Manaus, para tratar da decisão de atender a orientação nacional do partido de apoio ao pré-candidato a prefeito da capital amazonense, Marcelo Ramos (PT)”, diz trecho da publicação.

Ainda na publicação, o PDT menciona a antiga aliança com Roberto Cidade. “O PDT/AM, que chegou a manter entendimentos com o deputado estadual Roberto Cidade (UB), informou que a decisão de apoiar Marcelo Ramos, sem demérito ao pré-candidato do União Brasil, foi tomada após o Congresso Nacional do Partido, que aconteceu em Brasília”, diz.

A assessoria do deputado Roberto Cidade também foi procurada para informar se o pré-candidato falaria a respeito da “quebra de aliança” do PDT com o União Brasil, mas até o fechamento da matéria ainda não enviou retorno.

Leia mais: Tensões no PSOL: “Há uma representação contra ela no tribunal de ética nacional do partido”, diz Marcelo Amil após alfinetar Natália Demes nas redes sociais; VÍDEO

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -