30.3 C
Manaus
domingo, junho 16, 2024

“Eu aprendi muito com todos vocês”, diz o juiz Pedro de Araújo em sua última sessão no TRE-AM

No Pleno, o jurista lembrou da jornada na Corte eleitoral e da tomada de decisões durante os julgamentos no órgão

Por

O juiz Pedro de Araújo Ribeiro deixou o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) após dois anos de mandato como membro do órgão. No final de sua última sessão de julgamento como juiz do Pleno, nesta quinta-feira (23), ele agradeceu ao presidente, desembargador João Simões, e aos demais servidores da Corte pelas homenagens.

“Quero agradecer bastante. São palavras muito generosas que me motivam a continuar trilhando o meu caminho. Muito obrigado. Eu aprendi muito com todos vocês”, retribuiu o jurista na despedida.

O desembargador João Simões destacou que Pedro prestou um grande serviço para a Corte e desejou felicitações na jornada do jurista.

“Eu deixo aqui nosso abraço fraterno para que Vossa Excelência continue a sua jornada de sucesso, agora ali, na bancada, na classe dos advogados”, disse o presidente do TRE-AM.

Ao ser mencionado pelo apoio que deu a Pedro de Araújo, o juiz Fabrício Frota Marques lembrou com orgulho a competência do colega do Pleno.

“Você desde o início sempre se mostrou um homem dedicado, competente, e eu tenho muito orgulho de ter trabalhado ao seu lado. Você ganhou um amigo para a vida toda, um admirador do seu trabalho”, frisou o jurista.

Em entrevista ao Portal O Poder, o jurista falou dos principais desafios enfrentados pela Justiça Eleitoral durante seu tempo como membro do TRE.

“Foram anos de muito aprendizado e desafios. Saio bastante grato e ainda mais feliz e confiante com o papel exercido pela Justiça Eleitoral na defesa e aperfeiçoamento da democracia brasileira”, afirmou.

Além do Pleno, Pedro de Araújo lembrou da jornada que teve na Ouvidoria e das regras eleitorais que o fizeram tomar decisões durante os julgamentos.

“A experiência na Ouvidoria, além de riquíssima, foi bastante desafiadora, uma vez que se buscava aprimorar os serviços oferecidos pela Justiça Eleitoral ao eleitor, inclusive nos lugares mais distantes da capital”, disse.

Sobre o plano para retornar à Corte, não descartou os planos futuramente. “Embora não descarte a possibilidade. Por ora, não pretendo concorrer. A certeza virá no momento em que estiver aberto o processo de preenchimento de mandato”, concluiu o juiz.

Foto: Divulgação/TRE-AM

Veja também: “As eleições devem fortalecer a democracia”, diz presidente do TRE-AM em reunião com a OAB-AM

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -