26.3 C
Manaus
sexta-feira, abril 12, 2024

Após prefeitura recuar privatização, Sindicato dos Professores cobra melhorias em serviços da Manausmed

O sindicato ainda apresentou um requerimento à CMM solicitando uma audiência pública para que o prefeito David Almeida esclareça sobre os serviços do Manausmed

Por

Após o prefeito David Almeida (Avante) informar a suspensão da licitação que contrataria uma empresa privada para a realização dos serviços do Manausmed, representantes do Sindicato dos Professores e Pedagogos do Ensino Público da Educação Básica de Manaus (Asprom/Sindical) estiveram na sessão plenária da Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta quarta-feira (28), para cobrar melhorias nos serviços de saúde oferecidos pela Manausmed.

Na tribuna da CMM, o professor Lambert Melo destacou que a luta do Sindicato é pela ampliação e melhoria do plano de saúde da classe educadora de Manaus. “Nós entendemos que a nossa luta deve ser centrada na busca pela melhoria e ampliação do nosso plano de saúde e não na sua privatização, como pretendia a licitação que foi realizada, eliminando todas as empresas conveniadas e colocando um serviço de forma exclusiva nas mãos de uma única empresa”, disse.

De acordo com o professor, a classe foi à CMM em busca de dois fatores, um deles é um documento assinado pelo prefeito David Almeida garantindo a não privatização do programa Manausmed.

“Apesar do prefeito ter anunciado que recuou dessa tentativa de verticalização e privatização, nós precisamos, urgentemente, de duas coisas: primeira coisa, um documento assinado pelo prefeito em que ele ateste que não vai mais buscar esse caminho da verticalização e privatização; segundo, que imediatamente o prefeito apresente um plano de melhoria e ampliação do Manausmed”, afirmou.

“Não basta apenas recuar e deixar em banho maria sem se comprometer com o encerramento legal e sem se comprometer, principalmente, com aquilo que é o nosso maior anseio, que é a melhoria da qualidade do atendimento”, continou.

O sindicato ainda apresentou um requerimento na Casa solicitando uma audiência pública para que o prefeito possa explicar sobre os serviços do Manausmed, além de prestar contas.

Suspensão

Na última segunda-feira (26), Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), anunciou que não haverá contratação de plano privado de assistência à saúde e assistência odontológica para os servidores da administração municipal. A licitação, realizada no último dia (20), teve como vencedora a empresa Hapvida Assistência Médica S.A.

Segundo o titular da pasta, Ebenezer Bezerra, após ouvir a opinião dos servidores foi decidido pela continuidade do atendimento pelo Serviço de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Município de Manaus (Manausmed).

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -