34.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Alunos que fraudaram cotas podem ter diploma cassado, propõe projeto na Câmara

A proposição tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Educação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania

Por

O Projeto de Lei 2941/23 prevê a anulação de créditos estudantis e a cassação do diploma dos estudantes que ingressarem nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico (nível médio) mediante fraude em vagas destinadas a pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência.

A proposta é do deputado Rubens Pereira Júnior (PT-MA) e está em análise na Câmara dos Deputados.

O parlamentar cita notícia veiculada na imprensa segundo a qual mais de 160 estudantes foram expulsos de universidades federais entre 2017 e 2020.

Rubens Pereira Júnior acredita que o projeto permitirá a utilização da vaga por quem efetivamente tem direito de ocupá-la. “A partir da hipótese de anulação dos créditos ou de cassação do diploma, caberá à instituição de ensino controlar a lista de candidatos, constatando a veracidade de sua condição, promovendo a investigação dos possíveis casos de fraude e penalizando os fraudadores”, defende.

O projeto inclui a medida na Lei de Cotas de Ingresso nas Universidades.

Tramitação
A proposição tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Educação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

*Com informações da Agência Câmara de Notícias

Leia mais: Justiça extingue associação que foi acusada por MPF de emitir declarações para burlar cotas de universidade no Pará

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -