30.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Aliado de Bolsonaro, ex-diretor da Abin é investigado por suposta espionagem

Conforme a investigação, o dispositivo era usado para monitorar cidadãos comuns e autoridades sem a devida autorização, incluindo a localização de inimigos políticos do ex-capitão, servidores públicos, jornalistas e até mesmo juízes

Por

A Polícia Federal bateu na porta de mais um parlamentar da capital federal. O alvo da ‘Operação Vigilância Aproximada’ desta vez é o deputado Alexandre Ramagem (PL-RJ), aliado de Bolsonaro e ex-comandante da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Ele está sendo investigado por utilizar a ferramenta “FirstMile”, um dispositivo de monitoramento israelense, durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Os agentes da PF cumprem, desde as primeiras horas desta quinta-feira (25), 21 mandados de busca e apreensão em Brasília/DF (18), Juiz de Fora/MG (1), São João Del Rei/MG (1) e Rio de Janeiro/RJ (1). A residência de Ramagem, localizada na Barra da Tijuca, na zona Oeste do Rio de Janeiro, foi outro endereço visitado pela PF. São endereços ligados a suspeitos de participar de um esquema ilegal de espionagem desde outubro do ano passado.

Em março de 2020, durante uma entrevista no programa Roda Viva da TV Cultura, o ex-ministro Gustavo Bebiano (vítima de infarto no mesmo ano) confirmou que Carluxo (Carlos Bolsonaro, vereador pelo PL-RJ) apresentou os nomes de um delegado federal e mais três agentes, sugerindo que atuassem na inteligência paralela.

 

Conforme a investigação, o dispositivo era usado para monitorar cidadãos comuns e autoridades sem a devida autorização, incluindo a localização de inimigos políticos do ex-capitão, servidores públicos, jornalistas e até mesmo juízes.

O deputado representante dos Cariocas na capital federal foi escolhido por Bolsonaro para disputar a Prefeitura do Rio de Janeiro nas eleições municipais em outubro.

Leia também:

Dois dias depois de ter o mandato cassado pelo TRE-RR, mais uma polêmica envolvendo o nome do governador de Roraima Antônio Denarium (PP) voltou a ser notícia no estado. Nesta terça-feira (24), a Polícia Civil de Roraima (PC-RR) apreendeu 200 quilos de maconha em uma de suas fazendas.

A informação foi divulgada pela Rádio 93 FM. Segundo a apuração, durante uma operação, a PC prendeu um suspeito que não teve o nome e a idade divulgados e que supostamente estava na fazenda do governador.

Leia mais: Polícia Civil apreende 200 kg de drogas na fazenda do governador Denarium

 

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -