34.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Justiça do AM suspende aumento de 83% do ‘cotão’ dos vereadores de Manaus, aprovado em 2021

Na época, o vereador David Reis era o presidente da CMM

Por

Os vereadores da Câmara Municipal de Manaus vão sofrer uma redução na Cota de Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP), conhecido como “cotão”, após uma decisão da Justiça do Amazonas.

A decisão é baseada em uma ação popular, que foi aceita pela Justiça, para que o órgão suspendesse o aumento de 83% do cotão.

Na época que o aumento foi concendido, em 2021, o presidente da CMM era o vereador David Reis, que aprovou o aumento do cotão a partir de janeiro de 2022. No mesmo período, os vereadores Amom Mandel – hoje deputado federal – e Rodrigo Guedes pediram a anulação do aumento.

De acordo com a decisão da juíza Etelvina Lobo Braga, titular da 3ª Vara da Fazenda Pública do Amazonas, os valores repassados aos vereadores são uma parcela mensal e individual destinada para custear os gastos dos parlamentares e devem ser utilizados durante o exercício do mandato.

“O valor destinado a cada vereador da Câmara de Manaus era de R$ 18 mil, mês, no entanto, após a referida aprovação da alteração legislativa, o valor passou para R$ 33 mil, sem, no entanto, conter qualquer argumento necessário com justificativa detalhada da necessidade e urgência para o aumento do valor através do citado projeto de lei”, diz um trecho do documento.

Além disso, a juíza ainda levou em consideração a “suposta má-fé” dos requeridos, incluindo o vereador David Reis, que estava no comando da mesa diretora da CMM, quando o projeto de aumento entrou em tramitação na Casa Legislativa. Ela afirmou que a proposta foi liberada no mesmo dia, “inviabilizando qualquer análise aprofundada pelas Comissões e pelos demais parlamentares da Câmara de Vereadores”.

O Convergente entrou em contato com a Câmara Municipal de Manaus, para buscar esclarecimentos a respeito do posicionamento da nova presidência sobre a suspensão. Em nota, a CMM afirmou que respeita a decisão, mas que irá analisar o caso e apresentar recursos para recorrer.

Confira a nota na íntegra:

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) informa que vai recorrer da decisão judicial que determinou a suspensão do pagamento da Cota de Exercício de Atividade Parlamentar (Ceap), nos valores que estão em vigor desde 2021, conforme Projeto de Lei aprovado no plenário da Casa Legislativa.

A CMM respeita a decisão judicial, contudo, vai analisar o caso e apresentar recurso, dentro dos prazos legais estabelecidos.

A Ceap é um recurso destinado à execução dos trabalhos parlamentares junto à população, utilizado, por exemplo, para viabilizar fiscalizações e outras ações externas e internas, permitindo que os parlamentares exerçam suas funções de maneira eficaz e transparente.

Leia maisPL que reduz em 15% renovação de frota de ônibus em Manaus é aprovada na CMM

___

Por Camila Duarte

Revisão textual: Vanessa Santos

Ilustração: Giulia Renata Melo

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -