34.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Ex-governador de Goiás é eleito presidente do PSDB

Marconi Perillo foi eleito com 208 votos a favor da chapa única

Por

O PSDB escolheu o ex-governador Marconi Perillo (GO) como o novo presidente do partido. O nome foi oficializado nesta quinta-feira (30), na convenção nacional da sigla, em Brasília. A eleição é a nova tentativa dos tucanos de retomar a relevância e influência que o PSDB já teve no país.

A convenção foi marcada por discursos que citaram a derrocada do partido, com queda no número de eleitos em 2022. No entanto, os filiados também indicavam que o PSDB pode se reerguer e que as eleições de 2024 seriam um caminho para isso, aumentando a base do partido em prefeituras.

“O Brasil precisa do PSDB”, disse o ex-governador Eduardo Azeredo (MG).

Durante os discursos, filiados confirmaram seu apoio a Marconi Perillo, entoando seu nome. Um dos nomes que foram cotados para a presidência do partido, o líder da bancada na Câmara, Adolfo Viana, declarou apoio a Marconi Perillo para tentar reerguer a sigla tucana.

“De fato, perdemos número. Mas agora em 2024 precisamos olhar para a base”, disse Viana. “As eleições de 2024 são fundamentais para o PSDB voltar a ganhar musculatura.”

Outro nome cogitado foi o do ex-senador e ex-presidente da sigla tucana José Aníbal (SP). Mas os caciques do partido entraram em acordo em torno do nome do ex-governador de Goiás, que foi o primeiro a ser considerado depois de Eduardo Leite (RS) se afastar. Marconi tem bom relacionamento com os principais líderes do partido, inclusive Aécio Neves (MG). Apesar do tom amigável na convenção, o acordo demandou muito diálogo e, até o início da noite de quarta-feira (29), ainda não havia sido fechado.

“Coloquei minha candidatura. Eu não acho que disputa divide”, disse Aníbal. Segundo ele, o partido tem unidade, mas no momento não tem âncora. “O PSDB está um pouco perdido nesse panorama político”, declarou.

Inicialmente, os principais nomes do PSDB desejavam que Leite continuasse como presidente. A nova eleição foi uma exigência da Justiça por irregularidade na prorrogação da última comissão executiva nacional do partido. Mas Leite definiu que não iria colocar seu nome na disputa depois dos desastres naturais que atingiram o Rio Grande do Sul nos últimos meses.

O novo diretório nacional do PSDB foi eleito em uma eleição que teve no total 214 votos, apesar dos mais de um milhão de filiados ao partido. Foram 208 votos a favor da chapa única apresentada para determinar o futuro do partido no ano eleitoral de 2024.

Para o PSDB Mulher, a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, ganhou o comando da ala. Já o Tucanafro, Secretariado Nacional da Militância Negra do PSDB, ficou sob o comando de Gabriela Cruz. O setor Diversidade Tucana, sobre diversidade sexual, se manteve com Edgar Souza.

Leia mais: ”Ministro do Supremo não tem lado político”, comenta Flávio Dino após visita ao Senado

__

Por July Barbosa com informações CNN

Revisão textual: Vanessa Santos

Foto: Divulgação

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -