34.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Docentes da UEA lançam livros de histórias regionais em quadrinhos

As histórias também contam com a inclusão da linguagem de sinais

Por

Os professores Suzana Araújo e Marcos Roberto, dos Santos, da Escola Normal Superior da Universidade do Estado do Amazonas (ENS/UEA), e a professora Megara Barbosa, da Secretaria de Educação e Desporto Escolar (Seduc), lançam dois livros gerados com subsídio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Os volumes 6 e 7 das histórias em quadrinhos serão lançados dia 30 de novembro, às 18h, no Casarão de Ideias, na rua Barroso, 279, Centro.

Desde 2014, as obras concorrem no Programa de Apoio à Popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação (POP), edital específico para a Semana de Ciência e Tecnologia (SNTC) que tem produzido histórias em quadrinhos, um material lúdico e interativo, sendo utilizado por professores, de forma inter/transdisciplinar, no processo de construção de ensino e aprendizagem.

As histórias em quadrinhos foram elaboradas por uma equipe multidisciplinar de profissionais, docentes e discentes da UEA, professores da Seduc e da Secretaria Municipal de Educação de Manaus (Semed), com experiência na produção de material didático. Também contou com a parceria do Centro Educacional de Tecnologia e Robótica do Município de Maués e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Tefé.

Sobre as histórias em quadrinhos

Neste ano, a SNCT teve como tema “Ciências básicas aplicada ao desenvolvimento sustentável na Amazônia” e as duas histórias em quadrinhos Ian – Festa do guaraná de Maués, volume 6, e Ian – Festa da Castanha, em Tefé, volume 7. Os dois títulos tiveram como objetivo apresentar ao leitor as cadeias produtivas e sustentáveis que caracterizam os aspectos identitários dos municípios de Maués e Tefé.

Diante disso, este material consiste na necessidade de divulgação científica sobre temas regionais, que ganham um novo olhar da Teoria da Multimodalidade, pois envolve diversas semioses da linguagem que entram em ação, simultaneamente, para produzir sentido, como: o texto verbal escrito; a imagem estática e em movimento; as cores; a Língua Brasileira de Sinais (Libras); links e QRCodes, o que possibilita maior proximidade com o seu público-alvo: infantil, infanto-juvenil e adulto. O livro contribui, também, para a difusão de Libras em sala de aula, para inclusão de pessoas surdas e interação com os não surdos.

O material impresso é financiado pela Fapeam e distribuído para alunos e professores da rede pública de ensino durante a 20ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia nos municípios de Maués e Tefé. Mas pode ser encontrado, de forma on-line, no: repositorioinstitucional.uea.edu.br

*Com informações da assessoria

Leia mais: I Congresso Norte Brasileiro de Pedagogia do Esporte é realizado por UEA

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -