30.3 C
Manaus
quarta-feira, junho 12, 2024

Israel cancela reunião na ONU após secretário-geral dizer que ataque do Hamas “não aconteceu ao acaso”

Na terça-feira, quase 5,8 mil pessoas teriam sido mortas desde 7 de outubro

Por

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Eli Cohen, cancelou uma reunião prevista para esta terça-feira com o secretário-geral da ONU, António Guterres. Isso culminou ainda em uma proibição de Israel a vistos para funcionários das Nações Unidas.

A medida resulta de uma fala de Guterres durante a reunião do Conselho de Segurança da ONU. O secretário-geral afirmou que “os ataques do Hamas não aconteceram ao acaso”.

Dessa forma, Guterres insinuou que o ataque-surpresa realizado pelos terroristas do Hamas em 7 de outubro se deu por suposta culpa de Israel. A ação terminou com 1,4 mil pessoas mortas e 220 sequestradas e levadas para a Faixa de Gaza.

“Senhor secretário-geral, em qual mundo você vive?”, questionou Cohen, antes de reproduzir uma gravação em que, supostamente, um terrorista conta aos pais estar orgulhoso de ter assassinado dez judeus. “Senhor secretário-geral, este é o mundo em que vivemos”, completou.

Israel ocupa os territórios palestinos da Faixa de Gaza e da Cisjordânia desde 1967, após a chamada Guerra dos Seis Dias.

Na terça-feira, quase 5,8 mil pessoas teriam sido mortas desde 7 de outubro, segundo o Ministério da Saúde de Gaza.

O atrito durante o Conselho de Segurança levou o embaixador de Israel na ONU, Gilad Erdan, a pedir a demissão de Guterres.

Leia mais: “Passei por um inferno”, afirma refém de 85 anos que foi libertada pelo Hamas

__

Por July Barbosa com informações BBC

Revisão textual: Vanessa Santos

Foto: Divulgação

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -