29.3 C
Manaus
segunda-feira, julho 15, 2024

Presidente eleita do TCE-AM Yara Lins denuncia ameaças de conselheiro antes da eleição

Em coletiva de imprensa na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil do estado, a nova presidente divulgou informações graves e de extremo interesse público

Por

Nesta sexta-feira, 6/10, a nova presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, Yara Lins, convocou coletiva de imprensa na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil do estado para divulgar informações graves e de extremo interesse público, junto dos demais conselheiros Mario de Mello, Josué Neto, Luis Fabian, Júlio Pinheiro e Fabian Barbosa.

Na ocasião, a conselheira falou que foi “covardemente agredida dentro do plenário antes da eleição para me desestabilizar quando estava no plenário, eu, o conselheiro Fabian, o conselheiro Ari e vários assessores. Eu fui cumprimentar o conselheiro Ari e disse bom dia, e ele disse ‘bom dia nada, safada, puta, vadia’ e me ameaçou dizendo ‘eu vou te f**’”.

Há um vídeo que comprova as acusações, segundo Yara, que falou ainda: “fui agredida dentro da minha função, dentro do Tribunal de Contas e o vídeo mostra, depois que eu fui agredida, eu fiquei paralisada e passei a mão no rosto dele e disse: você é um infeliz, por isso que sofre tanto e ele sarcasticamente tentou pegar no meu rosto e jogou beijo para mim”.

Advogada Catarina Estrela concede entrevista para falar sobre coletiva de imprensa na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil sobre denúncia de ameaça que a Conselheira Yara Lins afirma ter sofrido.

Eleição
Na manhã de terça-feira, 3/10, durante sessão do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, ocorreu a eleição para a presidência do Tribunal, disputada pelos conselheiros Mario de Mello, Josué Neto, Luis Fabian, Júlio Pinheiro e Yara Lins dos Santos.

A posse dos dois conselheiros, que comandarão o Tribunal nos próximos dois anos, acontecerá até o dia 15 de dezembro, no auditório da Corte de Contas.

Com 5 votos para a conselheira e 2 em branco, a eleição elegeu para a presidência a antes vice-presidente Yara Lins dos Santos. O mesmo aconteceu com Fabian Barbosa eleito para ser vice-presidente.

Mudanças
Na terça-feira (26/9), o governador Wilson Lima sancionou a Lei Complementar nº 250, enviada pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que altera quatro principais regras do regimento interno do Tribunal de Contas do Estado, que conta com mudanças nas eleições.

As mudanças foram a escolha do diretor da Escola de Contas Públicas do TCE-AM, uma nova data para a eleição e posse na Corte de Contas, bem como a extinção do critério de antiguidade para assumir a Presidência.

Conforme já vinha noticiando O Convergente, a Corte do TCE-AM tem passado por reformulações no regimento interno, agora definidas pelo governador Wilson Lima. Na última semana, a Assembleia Legislativa do Amazonas aprovou as mudanças nas eleições do TCE-AM, que agora passam a ser mais democráticas.

Com as alterações, o presidente atual Érico Desterro fica impedido de ser designado ao cargo de Diretor da Escola de Contas automaticamente, logo após concluir o mandato de presidente.

__

Por July Barbosa

Revisão textual: Vanessa Santos

Foto: Rodrigo Guimarães

Vídeos: Marcus Reis

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -