32.3 C
Manaus
domingo, junho 16, 2024

Vídeo: Prefeito de Rio Preto da Eva supostamente agride advogado

Fato ocorreu durante uma reunião para tratar sobre o salário e horas extras dos Guardas Civis Municipais (GCM) da cidade

Por

Um vídeo que vem circulando nas redes sociais mostra o prefeito de Rio Preto da Eva e presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM), Anderson Souza (União Brasil), supostamente agride um advogado que estava representando a categoria dos guardas municipais da cidade. O prefeito se defendeu, por meio de nota, apontando que se sentiu ameaçado na ocasião em que chegou ao local e o homem se aproximou dele.

De acordo com as informações, a situação aconteceu nessa quarta-feira (10), no auditório da Câmara Municipal da cidade, onde haveria uma reunião para tratar sobre reclamações dos Guardas Civis Municipais (GCM) quanto aos salários e horas extras.

Nas imagens, é possível ver um tumulto generalizado na chegada do prefeito Anderson Souza com representantes da guarda e logo após começa uma gritaria e o prefeito diz que não convidou nenhum advogado para a reunião e o empurra.

Em nota, o prefeito afirma que não houve convite para formação de comissão e que o advogado não tinha representatividade legal para estar na reunião e ao chegar ao local o advogado se colocou diante dele, de maneira a “ameaçar sua integridade, lhe afrontando e desrespeitando, causando o tumulto”.

“Na hora do lamentável tumulto, causado por pessoas alheias à GCM por querer permanecer na reunião a força, o advogado que supostamente teria sido convidado por um ou dois guardas sem legitimidade para tal, colocou-se diante do Prefeito, de maneira a ameaçar sua integridade, lhe afrontando e desrespeitando, causando o lamentável tumulto, ao ser afrontado de forma acintosa e ameaçadora por esse advogado, o Prefeito imediatamente o afastou usando as mãos, para se defender do avanço ameaçador dessa pessoa, e conseguir realizar a reunião com a GCM”.

O Portal O Convergente está empenhado em ouvir o advogado envolvido no tumulto para dar sua versão. O portal continuará a acompanhar o caso, assim como, o espaço segue aberto para qualquer esclarecimento ou direito de resposta.

Assista ao vídeo:

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Prefeito Municipal de Rio Preto da Eva vem a público esclarecer episódio ocorrido na Câmara Municipal, e que vem sendo disseminado nas redes sociais de forma inadequada, cheia de informações distorcidas. 

No dia de ontem, o Chefe do Executivo Municipal, esteve no auditório da Câmara, que havia solicitado para uma Reunião Administrativa com todos os funcionários da Guarda Civil Municipal – GCM, para apresentar um plano de correções e ajustes nos quadros funcionais, bem como tratar da correção salarial, e de benefícios, o que foi devidamente tratado. Isso se deu em razão de se ter identificado irregularidades no pagamento de adicional noturno e periculosidade, e até horas extras a profissionais que não estão exercendo a função, e por isso tais benefícios foram suspensos para que se apurasse tais irregularidades. Além de apresentar seu trabalho e projeto de melhoria para a GCM.

Na chegada à Câmara, o Prefeito se deparou com uma cena desagradável, onde o Secretário de Segurança estava tentando informar educadamente a alguns agitadores, movidos e incentivados por movimentos politiqueiros do município, e que estavam tumultuando o ambiente, momento em que teve que exercer sua autoridade de Prefeito, para solicitar a retirada de pessoas que não tinham qualquer relação com a GCM, e exigir o devido respeito.

Na hora do lamentável tumulto, causado por pessoas alheias a GCM por querer permanecer na reunião a força, o Advogado que supostamente teria sido convidado por um ou dois guardas sem legitimidade para tal, colocou-se diante do Prefeito, de maneira a ameaçar sua integridade, lhe afrontando e desrespeitando, causando o lamentável tumulto, ao ser afrontado de forma acintosa e ameaçadora por esse advogado, o Prefeito imediatamente o afastou usando as mãos, para se defender do avanço ameaçador dessa pessoa, e conseguir realizar a reunião com a GCM.

Informamos ainda, que a Reunião foi convocada pelo Prefeito Anderson Souza,
como Chefe do Executivo Municipal. Nenhuma solicitação da suposta comissão a que o causídico dizia representar, foi deferida, isso em razão de não ter qualquer tipo de
representação ou legitimidade para representar a Classe.

Em reunião com a CGM, o Prefeito Anderson Souza, apresentou melhorias à guarda municipal, com a determinação para concessão de promoção e progressão, além de correção salarial. Também ficou determinado pelo Chefe do Executivo, que seria criada uma Comissão, eleita em assembleia geral, para tratar de possíveis distorções em folha de pagamento, e do pagamento indevido de benefícios a profissionais que não estão em efetivo exercício como guarda civil municipal. A Comissão será formada por Guardas Municipais, Integrantes do Poder Executivo, e da Comissão de Segurança Pública da Câmara Municipal, conforme tudo que foi tratado nessa Reunião.

O Prefeito Anderson Sousa, ressaltou sua incansável atuação como Gestor Público, para não permitir atrasos nos pagamentos dos funcionários, mantendo sempre a folha em dia desde o dia em que assumiu a prefeitura em seu primeiro mandato, somando-se mais de 06 (seis) anos à frente do executivo municipal, sem nunca atrasar a folha de pagamento. E assim continuará enquanto for o Prefeito do Município.

Qualquer informação em sentido contrário, é mero jogo politiqueiro, de pessoas que não tiveram competência para vencer as eleições, e tentam tumultuar os trabalhos da Prefeitura, usado de pessoas que não tem qualquer compromisso com o município, ou com os servidores públicos.

Leia mais: MP pede esclarecimentos à Prefeitura de Parintins sobre as condições de trabalho de dentistas

Da Redação

Fotos: Reprodução

Revisão textual: Érica Moraes

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -