26.3 C
Manaus
sexta-feira, maio 17, 2024

Moraes manda Telegram remover mensagens contrárias ao PL das Fake News e determina retratação

Ainda sobre o assunto, alegou que as ações da plataforma podem colocar em risco a democracia

Por

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que o Telegram divulgou desinformações contra o chamado PL das Fake News, apontou circunstâncias, as quais analisou e determinou que o aplicativo exclua a mensagem, ainda sobre o assunto, alegou que as ações da plataforma podem colocar em risco a democracia.

Confira a seguir os principais pontos da decisão de Moraes:

Desinformação

Moraes afirma que a mensagem enviada pelo Telegram na segunda-feira, alertando para supostos riscos do PL das Fake News, configura “flagrante e ilícita desinformação” contra o Congresso Nacional, o Poder Judiciário e a democracia brasileira, porque “distorceu a discussão e os debates” sobre a regulamentação das plataformas digitais.

Coação de parlamentares

Ainda de acordo com o ministro, a ação do Telegram teve o objetivo de “induzir e instigar todos os seus usuários a coagir os parlamentares”, devido ao trecho no qual o aplicativo incentiva as pessoas a falarem com os deputados sobre o projeto de lei.

Milícias digitais

Assim como já havia feito em uma decisão na semana passada, na qual determinou o depoimento de executivos de empresas como Google e Meta, Moraes traçou um paralelo entre as ações do Telegram e as condutas investigadas no chamado inquérito das milícias digitais. Para o ministro, as ações do aplicativo aumentam o risco à segurança de parlamentares e de membros do STF, além do “próprio Estado Democrático de Direito”.

Reincidência

Moraes afirmou que o Telegram é “reincidente em práticas que, por ação ou omissão, permitem a proliferação criminosa de mensagens fraudulentas” e lembrou que no ano passado chegou a determinar a suspensão do aplicativo. O ministro ressalta, no entanto, que a situação atual é “mais grave” porque foi o próprio Telegram “quem produziu e veiculou a mensagem fraudulenta”.

Leia mais: Caio André propõe que atletas de escolinhas de futebol estejam matriculados em unidades de ensino

Por informações do Globo

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -