26.3 C
Manaus
sexta-feira, maio 17, 2024

Arthur Neto declara apoio a Bolsonaro e diz que não dá para ‘brincar de esquerda agora’

Ex-prefeito de Manaus declarou apoio à reeleição de Bolsonaro na manhã desta segunda-feira, 17/10, em Brasília, e disse que fala de Lula em debate sobre a não privatização da Petrobras foi decisiva para este apoio

Por

O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), declarou, na manhã desta segunda-feira, 17/10, apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno das eleições. Em Brasília, ao lado de Bolsonaro, Arthur Neto participou de entrevista concedida no Palácio da Alvorada, e disse que agora entende que o lado de Bolsonaro “é melhor” e “mais justo”.

“Não sou de me omitir e não sou de anular voto. Quando Lula disputou com [Fernando] Collor, eu chefiei a campanha do Lula no Amazonas. Eu entendi que era melhor ele do que o Collor, por tudo o que nós já havíamos feito antes nas nossas lutas pela democracia. Dessa vez eu entendo que não. Entendo que aqui é preferível, aqui é melhor, é mais justo”, disse Arthur Neto.

Ao justificar sua decisão em apoiar Bolsonaro, Arthur Neto usou declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no debate televisivo realizado nesse domingo, 16/10, em que o presidenciável disse ser contrário à privatização da Petrobras e que, com a reeleição de Bolsonaro, tem perspectiva de privatização da estatal.

“Ontem, no debate, Lula disse algo que para mim foi mortal. Ele não quer a transformação desse país quando ele diz que é contra a privatização da Petrobras”, afirmou o presidente.

Arthur prosseguiu afirmando que não é uma declaração a ser dada em um país capitalista. “Alguém que diz uma coisa dessa em um país que é capitalista – não adianta a gente brincar de esquerdista agora – é porque está ou, na boa fé, errando e sendo pouco inteligente, ou, na má fé, dizendo: ‘como é que eu vou privatizar a Petrobras se ela é uma fonte de lucro para quem porventura seja corrupto”, completou o tucano.

Divergências políticas – Arthur e Bolsonaro já fizeram duras críticas um ao outro. Em maio de 2020, em entrevista, o ex-prefeito disse que o presidente era “corresponsável” pelas mortes de Covid-19 porque tinha estimulado as pessoas a irem às ruas. “Acho que ele é corresponsável, sim. Se ele fez pessoas irem para as ruas e se a maior defesa contra a Covid é o isolamento social…”, disse Arthur.

Arthur Neto relembrou que já foi apoiador de Lula em outras eleições porque entendia que naquele momento o petista era a melhor opção, mas, nesta eleição, entende que é melhor apoiar o presidente.

“Eu entendo que aqui é melhor. É o que passa pela minha cabeça depois de muita meditação. Já tive rusgas com o presidente e já tive guerras nucleares com o ex-presidente Lula, mas nenhuma dessas rusgas pesam para mim na hora da decisão. Pesa para mim saber o que se faz”, disse Arthur Neto.

Bolsonaro também já respondeu a falas de Arthur Neto e o criticou em outras ocasiões. Porém, nesta segunda, o presidente disse que está tudo pacificado e que o apoio das lideranças políticas dos 26 estados e do Distrito Federal faz bem à nação, que não quer voltar a um passado de recessão.

Bolsonaro também recebeu o ex-senador José Agripino (União Brasil), que é presidente do União Brasil, no Rio Grande do Norte, que reforçou o apoio que havia declarado ao presidente no dia 7 de outubro. O candidato do PL afirmou que o apoio das duas lideranças regionais representa a “pacificação e união nacional”.

 

 

Da Redação

Foto: Reprodução

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -