25.3 C
Manaus
quarta-feira, maio 29, 2024

Roraima: Assembleia Legislativa suspende licitação milionária após pedido de impugnação

Processo licitatório para o aluguel de veículos com valor estimado de R$ 7,4 milhões foi lançado no final do mês de maio e previa o aluguel de 55 veículos. Ao justificar no edital a necessidade de aumentar a frota de veículos, a Assembleia Legislativa de Roraima afirmou que, atualmente, não dispõe de transportes suficientes para atender às constantes necessidades de serviços externos desenvolvidos pela Casa Legislativa

Por

A Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) emitiu um comunicado no início desta semana, informando que os trâmites, do processo licitatório para o aluguel de veículos com valor estimado de R$ 7,4 milhões, foram suspensos após pedido de impugnação. A licitação, de nº 016/2022, foi lançada no final do mês de maio e previa o aluguel de 55 veículos.

Em um trecho do comunicado a Assembleia Legislativa do Estado de Roraima disse que “por intermédio da Comissão Permanente de Licitações, comunica aos interessados que a sessão pública para realização do procedimento licitatório em epígrafe fica suspenso para análise e alterações após pedido de impugnação”.

A Casa Legislativa informou, ainda, que uma nova data para a sessão pública de abertura da licitação será comunicada futuramente por meio de publicação no Diário Oficial da ALE-RR e em jornal de grande circulação no estado.

Licitação – Conforme o edital do processo licitatório, lançado no final do mês de maio, a assembleia pretendia alugar 55 veículos, sendo 35 pick-up cabine dupla, e 20 utilitários, tipo sedan. Sendo o período de vigência do contrato de um ano.

Ao justificar no edital a necessidade de aumentar a frota de veículos, a Casa Legislativa afirma que atualmente não dispõe de transportes suficientes para atender às constantes necessidades de serviços externos desenvolvidos pela ALE-RR.

“Importante ressaltar que os veículos a serem locados, adaptará a atual frota da ALE/RR, de forma econômica, com custos diretos e indiretos, mais flexibilidade e racionalização dos recursos, visto que, a terceirização dos serviços de transportes no âmbito da Administração Pública constitui-se em uma alternativa necessária para a melhoria do desempenho da gestão das atividades de apoio logístico”, diz outro trecho da justificativa.

— —

Da Redação

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -