25.3 C
Manaus
quarta-feira, maio 29, 2024

Presidente da Câmara de Boa Vista e ‘braço direito’ do governador Denarium é alvo de operação da PF

Vereador Genilson Costa é investigado por associação criminosa, dedicado ao tráfico de drogas interestadual. O parlamentar estaria sendo cotado para ser vice de Antonio Denarium, que busca a reeleição ao cargo de governador em 2022

Por

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Boa Vista (RR), Genilson Costa (SD), foi alvo da operação “Tânatos”, da Polícia Federal (PF), nessa terça-feira, 5/4. O vereador é investigado por associação criminosa, dedicado ao tráfico de drogas interestadual. De acordo com as investigações, ele era uns dos responsáveis por fornecer veículos para transporte das drogas, entre Roraima e o Amazonas.

Genilson Costa é considerado como um dos “braços direitos” do governador de Roraima, Antonio Denarium (PP) e seu nome, inclusive estaria sendo cotado para ser vice de Denarium, que busca a reeleição ao cargo de governador em 2022.

Após a operação, o vereador se manifestou por meio de suas redes sociais e afirmou que nada foi encontrado em sua casa, que nunca cometeu atos ilegais e que logo os fatos serão esclarecidos.

“Nos próximos dias estará devidamente comprovado todos os fatos e deixando claro que não tenho nenhum envolvimento com qualquer atividade ilícita, até por que a investigação está na fase de busca de elementos de informação e tenho certeza que tudo será esclarecido. Deixo claro à sociedade roraimense, em especial aos boa-vistenses, que nunca cometi nenhum ato ilegal, zelo pelo compromisso com o cargo que ocupo e tenho uma base familiar muito forte, pautada nos ensinamentos cristãos”, diz trecho da nota.

Possível chantagem – De acordo com informações de interlocutores, durante o cumprimento de mandado de busca na casa do vereador, os agentes da PF teriam apreendido uma caixa contendo várias folhas com impressões de prints de conversas, pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, possivelmente de políticos de Roraima.

Sobre a operação – A PF cumpriu 11 mandados de busca e apreensão nos municípios de Boa Vista e Alto Alegre, inclusive na casa do vereador. Já as investigações da operação começaram em dezembro de 2020, com a prisão de um dos principais suspeitos de integrar o grupo criminoso. A PF já apreendeu desde então, mais de 50 quilos de skunk, três veículos de luxo e mais de R$ 70 mil em espécie em decorrência das investigações.

 

 

—–

Da Redação

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -