26.3 C
Manaus
sexta-feira, maio 17, 2024

Bolsonaro e Valdemar da Costa Neto marcam filiação do presidente para o próximo dia 30

O Partido Liberal (PL) confirmou a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao partido para a próxima terça-feira, dia 30, em evento que deve ocorrer Complexo Brasil 21, em Brasília

Por

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) irá formalizar sua filiação ao Partido Liberal (PL) na próxima terça-feira, dia 30. A informação foi confirmada por meio de nota divulgada pelo partido nesta terça-feira, 23. O evento deverá ocorrer às 10h30, no Complexo Brasil 21, em Brasília.

“A definição da data é produto de encontro que, na tarde de hoje, 23, reuniu o presidente da República e o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto”, informou a sigla.

Apesar do comunicado não explicar qual foi o teor da conversa que levou à definição da data de filiação de Bolsonaro, segundo interlocutores do Palácio do Planalto, Valdemar Costa Neto prometeu a Bolsonaro apoiar o candidato dele em São Paulo. Nas palavras do cacique, segundo assessores do presidente, o “PL fará o que Bolsonaro quiser”.

Em conversas reservadas, o presidente já havia sinalizado que só iria se filiar à sigla quando fossem solucionados entraves estaduais, como o apoio do partido em São Paulo ao candidato do PSDB, e que, caso ainda restassem assuntos pendentes, poderia marcar a nova data de filiação para o início do ano que vem.

A filiação de Bolsonaro ao PL deveria ter ocorrido no último dia 22, no entanto, divergências adiaram os planos do partido. O rompimento teria ocorrido por meio de troca de mensagens nada amistosas entre o presidente Bolsonaro e o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto no dia 14 de novembro e o ápice da discussão teria sido o controle do diretório do PL em São Paulo, que o presidente queria que fosse delegado ao filho “03”, o deputado federal (PSL-RJ), Eduardo Bolsonaro, o que foi negado por Costa Neto.

Coronel Menezes – Depois da confirmação da ida de Bolsonaro para o PL, o pré-candidato ao Senado pelo Amazonas, o coronel Alfredo Menezes também sinalizou sua ida para o partido.

Menezes é filiado ao Patriota, por onde disputou o cargo de prefeito de Manaus em 2021. No entanto, ele sempre deixou claro em seus pronunciamentos que “é um soldado do presidente” e iria se filiar no partido em que Bolsonaro fosse para disputar a reeleição em 2022.

—–

Da Redação

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -