28.3 C
Manaus
domingo, junho 23, 2024

Emenda de Roberto Cidade garante início da obra da capela mortuária da Igreja de Santo Antônio

Cidade também apresentou, nesta semana, Projeto de Lei que visa instituir o Programa Brigadas Escolas – Defesa Civil nas unidades de ensino geridas pelo Governo. A proposta tem como objetivo proporcionar a professores e alunos conhecimento em primeiros socorros e ações de enfrentamento a emergências e catástrofes

Por

Com recurso oriundo de uma emenda de R$ 120 mil do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade (PV), o Governo do Amazonas dará início nos próximos dias à obra de adequação e ampliação da Capela Mortuária da Paróquia de Santo Antônio, na Zona Oeste de Manaus. O local não recebia intervenções há mais de 20 anos.

O parlamentar esteve na tarde desta quinta-feira, 11/11, na sede da Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) para acompanhar a assinatura da ordem de serviço. Além do secretário da pasta, Carlos Henrique Lima, Cidade esteve acompanhado de líderes comunitários.

“Será dado início à tão sonhada obra da capela mortuária da igreja de Santo Antônio. Em breve essa obra vai sair do papel e com certeza vai ajudar a população da Zona Oeste, não só do bairro de Santo Antônio, mas da Glória, São Raimundo, Vila da Prata, São Jorge e Compensa. Será uma capela gratuita para a população”, afirmou o parlamentar.

A obra – A obra promoverá a adequação e a ampliação do espaço que funciona como capela multifuncional comunitária, usada para a realização de velórios, orações e demais situações de apoio à comunidade, melhorando assim as condições de atendimento social aos moradores da comunidade e dos bairros adjacentes.

O contrato assinado contempla serviços de adequação das paredes e do piso, além da pavimentação com peças pré-moldadas e colocação de esquadrias de ferro.

‘Programa Brigadas Escolares’ – Cidade também apresentou, nesta semana, o Projeto de Lei (PL) nº 567/2021, que visa instituir o Programa Brigadas Escolas – Defesa Civil nas unidades de ensino geridas pelo Governo. A proposta tem como objetivo proporcionar a professores e alunos conhecimento em primeiros socorros e ações de enfrentamento a emergências e catástrofes.

Na avaliação do deputado, o programa vai criar, dentro do ambiente, escolar uma cultura de prevenção, tornando as escolas estaduais mais seguras.

“A escola precisa ser um ambiente seguro. Os pais que deixam seus filhos na escola confiam naquele ambiente e quanto mais ações pudermos fazer para torná-lo mais seguro, devemos fazer. Esse projeto nasceu com esse intuito. É sempre bom prevenir e tenho certeza de que com o ensinamento da Defesa Civil tanto os professores quantos os alunos saberão se portar quando alguma intercorrência acontecer”, destacou.

Adequações – O Projeto propõe, também, que as unidades de ensino contempladas pelo programa promovam adequações nos prédios das instituições em conformidade com o Sistema de Segurança contra Incêndio e Pânico em Edificações e Áreas de Risco do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas.

De acordo com a propositura, o Programa terá a coordenação geral sob a responsabilidade do Subcomando de Ações de Proteção e Defesa Civil.

— —
Com informações da assessoria de imprensa
Fotos: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -