32.3 C
Manaus
quinta-feira, junho 20, 2024

CPI da Covid votará relatório final em 20 de outubro, afirma Aziz

O presidente da CPI afirmou que na ausência de “fatos novos”, o colegiado votará seu relatório final, sob responsabilidade de Renan Calheiros (MDB-AL), em 20 de outubro, com a leitura do documento no dia anterior, 19 de outubro.

Por

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM) anunciou nesta quinta-feira, 30/09, que a votação do relatório do colegiado, a ser entregue por Renan Calheiros (MDB-AL), deve ocorrer em 20 de outubro A expectativa é que o texto seja lido na comissão no dia anterior, dia 19. O novo cronograma foi anunciado pouco antes da abertura da audiência para ouvir o depoimento do empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, suspeito de financiar o compartilhamento de fake news em blogs, sites e redes sociais.

Ele também é apontado como integrante do chamado gabinete paralelo, estrutura de assessoramento informal ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), um dos objetos de apuração da CPI.

Aziz afirmou que a próxima semana deve ser a última de diligências. A cúpula do Comissão Parlamentar de Inquérito quer ouvir o dono da empresa VTCLog, Carlos Alberto de Sá, conhecido como Carlinhos, na próxima terça-feira, 5; um dos médicos que fizeram denúncias contra a Prevent Senior, na quarta-feira, 6; e um representante da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

A semana posterior terá um intervalo proporcionado pelo feriado de 15 de outubro (quarta). Dessa forma, segundo Aziz, o relator teria tempo suficiente para finalizar o texto com todo o resumo dos trabalhos da CPI e a conclusão da investigação.

Na última terça-feira, 28/9, Calheiros afirmou que o relatório está “praticamente pronto”. O texto, no entanto, ainda deve sofrer atualizações a partir dos depoimentos que estão sendo tomados. “Tão logo nós tenhamos o último depoimento, o presidente da CPI vai marcar o dia para que nós apresentemos o relatório”, disse o senador ao jornal O Estado de S.Paulo.

“Relatório está praticamente pronto, nós vamos acrescentar alguns fatos em função de novas etapas da investigação, mas nós estamos prontos a qualquer momento para apresentá-lo.” O prazo da CPI para finalizar os trabalhos é 4 de novembro. Calheiros declarou que há um “esforço grande” para antecipar a conclusão, mas “precisa muita coisa ainda, muita ponta a ser amarrada”.

Instalada em 27 de abril, a CPI foi prorrogada, em 14 de julho, por 90 dias e, hoje, tem prazo de funcionamento até 5 de novembro. Calheiros havia, inicialmente, prometido apresentar seu relatório na semana passada, mas postergou a leitura depois do surgimento mas postergou a leitura depois do surgimento de novos casos, como o da Prevent Senior.

— —

Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -