32.3 C
Manaus
domingo, junho 16, 2024

Seminário discute avanços relacionados ao mercado de gás no Amazonas

Durante o seminário, que tratou sobre os avanços alcançados após a sanção do novo marco regulatório do gás natural no Amazonas, o governador do Estado Wilson Lima anunciou uma nova campanha para incentivar os motoristas a adaptarem seus veículos para o uso do gás natural veicular (GNV) como combustível

Por

O governador Wilson Lima participou, nesta quinta-feira, 16/9, de um seminário, com representantes de empresas que atuam no mercado do gás natural no Amazonas, para falar sobre os avanços alcançados após a sanção do novo marco regulatório do gás natural. No encontro, ocorrido na Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Centro, Wilson Lima anunciou uma nova campanha para incentivar os motoristas a adaptarem seus veículos para o uso do gás natural veicular (GNV) como combustível.

“Nós estamos aqui, com o apoio da Fieam, com o apoio da Eneva, da Cigás e de outros investidores no mercado de gás, para explicar como está o mercado hoje no estado do Amazonas e também fazer o lançamento de algumas ações que são importantes para que a gente possa fomentar essa cadeia”, disse o governador.

No seminário, representantes do segmento apresentaram o cenário do mercado de gás natural e planos de expansão e consolidação das operações no Estado.

A exploração do campo de Azulão é um dos avanços. A área foi declarada comercial em 1997 e passou mais de 20 anos sem produzir devido à falta de competitividade tributária e regulatória. Um cenário que mudou a partir do início da nova gestão com a definição de um modelo de tributação, em 2019, e, também, com o novo marco regulatório.

“O governador Wilson Lima tem buscado destravar tudo que estava parado em termos do mercado de gás natural. Sempre buscou facilitar os negócios e, principalmente, trazer para a sociedade amazonense, para todos os cidadãos, essa riqueza que é o gás natural. Tornando-a de fato disponível através dos investimentos dessas empresas, que geram emprego e renda e impostos para o nosso estado”, destacou Jório Veiga, secretário de Estado de Desenvolvimento Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

Campanha GNV – No evento o governador lançou a campanha “Faça a conta. Use GNV!”, para incentivar que 250 motoristas convertam seus veículos para o uso do gás natural veicular. Para isso será concedido o benefício no valor de R$ 4 mil para taxistas, motoristas de aplicativo e frotistas que estejam em plena atividade.

Para participar, os interessados terão que converter o veículo com kit de 5ª geração ou superior a partir desta quinta-feira (16/09), em oficina credenciada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), e regularizar a documentação do veículo junto ao Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM).

Após isso, o participante deve acessar o site www.usegnv.cigas-am.com.br para submeter os documentos a análise da Cigás. Se atender aos critérios, o motorista terá acesso a um cheque nominal no valor de R$ 4 mil. O regulamento completo da campanha está disponível no site www.usegnv.cigas-am.com.br.

A vigência da campanha é de 16 de setembro de 2021 a 16 de setembro de 2022, ou até se esgotarem os incentivos.

De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o Amazonas possui atualmente 2,3 mil veículos com sistema de abastecimento a gás natural veicular.

Linha Azul – Um dos temas que também foi discutido durante a reunião foi a chamada “Linha Azul”, um sistema que vai possibilitar a ida e Manacapuru a Itacoatiara usando o GNV como combustível. O que será possível quando os postos de combustíveis instalados nesse percurso estivem aptos para abastecer com gás natural veicular.

Situação já ocorrida em Manaus, onde o número de postos que abastecem com Gás Veicular Natural (GNV), vai aumentar de três para sete. Cinco dos novos postos estão prestes a iniciar a operação, segundo informações do governo do Estado.

Em agosto, a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) atingiu a marca de 7,3 mil unidades consumidoras dos segmentos Termelétrico, Industrial, Veicular, Comercial e Residencial. Até 2025, o plano de negócios da Companhia prevê alcançar a marca de 21 mil unidades consumidoras.

Licença – Durante a programação, o governador Wilson Lima entregou duas licenças para a empresa Eneva, que atua no campo de Azulão, no município de Silves, área de reserva de gás natural, e representada no evento pelo diretor de Relações Institucionais, Marcos Cintra. Uma das licenças é para a instalação de uma nova termelétrica e outra é para a construção de uma linha de transmissão que interliga a usina ao Sistema Nacional de Energia

Além das licenças entregues nesta quinta-feira, em agosto de 2021, o governador fez a entrega da licença definitiva de operação para exploração e produção no campo de gás natural Azulão, em Silves.

O gás produzido em Azulão será usado na geração de energia pela termoelétrica Jaguatirica II, em Boa Vista (RR). O gás natural será liquefeito e transportado por carretas para a capital de Roraima.

A produção do campo de Azulão injeta nos cofres públicos R$ 720 milhões em tributos, dentre royalties, ICMS, ISS e tributos federais. Com o projeto de liquefação, são R$ 1,8 milhões pagos em ICMS por mês ao Amazonas. Sem produção, essa arrecadação era igual a zero.

— —

Com informações da assessoria

Foto: Lucas Silva/Secom

 

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -