29.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Quadro clínico de Bolsonaro evolui, mas ainda não há previsão de alta

Informação foi confirmada por meio de boletim médico emitido pelo Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde Bolsonaro está internado desde a noite de ontem

Por

O presidente Jair Bolsonaro teve nesta quinta-feira, 15/7, uma evolução considerada “satisfatória” pela equipe médica do Hospital Vila Nova Star, onde está internado desde a noite de ontem, 14 na capital paulista. Segundo o boletim médico divulgado no início da tarde, o tratamento segue como previsto e não há previsão de alta.

“Permanece o planejamento terapêutico previamente estabelecido. O Presidente segue sem previsão de alta hospitalar”, diz o comunicado.

Os médicos estudam a necessidade ou não de uma cirurgia. O último boletim médico, divulgado na noite de ontem, informou que Bolsonaro estava internado para “tratamento clínico conservador” para os problemas intestinais, ainda sem a previsão de cirurgia de emergência e sendo submetido a uma bateria de exames.

Bolsonaro foi para São Paulo por decisão do médico Antonio Luiz Macedo, responsável pelas cirurgias no abdômen do presidente. Ele foi internado na manhã de ontem no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, com uma crise persistente de soluços e mal-estar. Após exames, o presidente foi diagnosticado com um quadro de obstrução intestinal.

Líquido acumulado – O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), um dos filhos do presidente, afirmou que os médicos retiraram cerca de um litro de líquido acumulado no intestino de Bolsonaro. Isso que teria causado, diz Eduardo, fortes dores abdominais, que fizeram com que o mandatário saísse às pressas de Brasília.

Desde o atentado, quando recebeu uma facada na campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro já passou por sete cirurgias na região do abdômen para correção das lesões sofridas no intestino.

Na última semana, Bolsonaro aparentou estar indisposto e com crises de soluços durante entrevistas, gravações e mesmo nas suas lives semanais às quintas-feiras. Na manhã de hoje, três apoiadoras do presidente, com bandeiras do Brasil e de Israel, compareceram à porta do hospital para entregar presentes a Bolsonaro.

Em uma publicação em sua conta no Twitter o presidente lamentou não poder realizar a live semanal  nesta quinta-feira, 15/7. “Por motivo de internação hospitalar comunico a impossibilidade de realizar a live de hoje, bem com nossa ida a Manaus fica adiada”, disse ele ao se referir ao eventos programados na capital do Amazonas  previstos para ocorrer na sexta-feira, 16, e sábado, 17, com a presença do presidente.

Confira a publicação: 

— —
Com informações Agência Brasil

Foto : Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -