27.3 C
Manaus
segunda-feira, julho 22, 2024

Ministro da Infraestrutura confirma para este ano liberação de licença ambiental para trechos da BR-319

A informação foi repassada pelo ministro Tarcísio de Freitas em reunião com o senador Plínio Valério nesta quarta-feira, em Brasília. Conforme o ministro, as máquinas já estão trabalhando nos primeiros 52 quilômetros da rodovia.

Por

O ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas comunicou ao senador Plínio Valério (PSDB-AM), nesta quarta-feira, 7/7, que está confirmada para este ano a liberação pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) da licença prévia ambiental para recuperação de todos os trechos contratados da BR-319.

Conforme o ministro, as máquinas já estão trabalhando nos primeiros 52 quilômetros da rodovia e a próxima etapa é a contratação das obras dos outros 400 quilômetros, no próximo ano. De acordo com Tarcísio, vão ser feitas obras de recuperação das áreas degradadas e no entorno dos 400 quilômetros do trecho do meio será construído um cordão de proteção ambiental.

Segundo o ministro, está havendo o máximo de interação do Ibama com a área técnica e a empreiteira responsável para que não haja erros e para que a obra seja considerada um exemplo de sustentabilidade.

“A BR-319 é uma saga que resolvemos enfrentar e as máquinas já estão lá trabalhando. Esse ano vai ser de preparação de leis, das obras de arte, para o ano que vem a gente vir com o asfalto. A gente está indo muito bem, trabalhando de forma estreita com o pessoal do meio ambiente, para fazer da BR-319 uma vitrine de sustentabilidade. O pessoal vai ver que podemos fazer obras de infraestrutura sem danificar o meio ambiente”, disse o ministro.

Durante o encontro, o senador reforçou que a recuperação da rodovia é uma luta de décadas e destacou que a pandemia evidenciou as dificuldades de logística e o isolamento do Amazonas para o restante do País.

“Onde a gente vai em Manaus tem cobrança sobre o isolamento da cidade do resto do País. A BR-319 vai nos devolver a dignidade. De Manaus se vai para a Venezuela, com rodovia asfaltada, mas não se vai para o Brasil. Os produtos da Zona Franca de Manaus só são transportados por via aérea ou fluvial. Isso encarece demais os produtos. Digo sempre: se não sair agora com vocês, que tem conhecimento da nossa realidade, não sai nunca mais. O sonho de décadas está se realizando”, opinou Plínio.

Os dois concordaram que, do ponto de vista ambiental, a melhor coisa que está se fazendo é a pavimentação do trecho do meio da BR-319. Na conversa, Plínio fez um alerta ao ministro sobre o excesso de peso de carretas, o que estaria danificando trechos já recuperados. Diante do alerta, o ministro Tarcísio ordenou à assessoria mudança no procedimento e que se tenha balanças funcionando 24 horas para evitar a burla na pesagem das cargas.

— —

Com informações da assessoria de imprensa

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -